Ingvild Østberg e Johannes Klæbo conquistam o Tour de Ski

Ingvild Østberg comemora primeiro título do Tour de Ski (Reprodução)

Dois dos favoritos na disputa do Tour de Ski nesta temporada, os noruegueses Ingvild Østberg e Johannes Klæbo não deram espaço para zebras na última etapa e confirmaram o título da competição. Ambos aproveitaram a vantagem construída nas seis provas anteriores e venceram a corrida de perseguição 9km em técnica livre nesse domingo, 6 de janeiro, em Val di Fiemme, na Itália. 

É o primeiro troféu para os dois competidores da Noruega. Atual campeão geral da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country, Klæbo era um dos favoritos na edição passada, mas abdicou da disputa para focar na preparação aos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Com o título nesse ano, ele recoloca a Noruega na primeira posição após três anos - último triunfo do país escandinavo foi em 2016, com Martin Sundby. 

Østberg, por sua vez, conquista seu primeiro título após ficar com o vice-campeonato nas edições de 2016 e 2018. Ela mantém a escrita do Tour: quando um atleta termina entre os três primeiros em três temporadas, pelo menos em uma delas será campeão. Ela também estende a supremacia da Noruega na disputa feminina. São seis títulos consecutivos com quatro atletas diferentes - antes, Therese Johaug (2014 e 2016), Marit Bjørgen (2015) e Heidi Weng (2017 e 2018) também foram campeãs. 


Foi justamente Ingvild Østberg quem não deu chances para qualquer tipo de surpresa. Com mais de 50 segundos de vantagem sobre a russa Natalia Nepryaeva, ela impôs um ritmo forte na prova de 9km em perseguição e venceu com 35min15seg0, totalizando 2h30min31seg2 na classificação geral e com mais de 2min40seg à frente da rival, segunda colocada - a finlandesa Krista Pärmäkoski fez uma prova de recuperação e terminou na terceira posição. 

O título do Tour de Ski também impulsionou a atleta da Noruega na classificação geral da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country. Com 686 pontos de 750 possíveis, Østberg assumiu a liderança da temporada com 1152 pontos. Pärmäkoski é a nova vice-líder com 883 pontos, apenas dois à frente de Nepryaeva. 

Entre os homens, Johannes Klæbo novamente contou com a vantagem adquirida nas etapas anteriores para manter a primeira posição na prova de perseguição. Especialista em Sprint, ele largou com 1min20seg de vantagem sobre o russo Sergey Ustiugov, mas viu essa vantagem diminuir ao longo da corrida.


No fim, ele conseguiu a vitória (e o título) com 32min51seg3, apenas 16.7 segundos à frente do atleta da Rússia - Simen Krüger, também da Noruega, fez uma prova de recuperação e garantiu a terceira posição no Tour de Ski. Na classificação final, o vencedor conseguiu o tempo acumulado de 3h07min59seg4. 

Com 654 pontos conquistados ao longo do Tour, Klæbo também pulou para a primeira posição da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country. Agora, ele lidera com 934 pontos. O russo Alexander Bolshunov é o segundo com 810 e Sjur Røthe é o terceiro com 634. 

Após a disputa do Tour de Ski ao longo dos últimos dias, a temporada do Esqui Cross-Country entra em seu terceiro período com quatro provas até o fim de janeiro. A Copa do Mundo da modalidade retorna a sua programação normal já na próxima semana, entre 12 e 13 de janeiro, em Dresden, na Alemanha.

Johannes Klæbo venceu a edição masculina (Reprodução)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.