Kian Hauschildt estreia na equipe brasileira de Snowboard

Kian Christopher Hauschildt representou o Brasil pela primeira vez no Snowboard (Reprodução)

A aposentadoria de Isabel Clark após duas décadas de reinado absoluto no snowboard latino-americano deixou um vácuo importante para a modalidade no Brasil. Entretanto, aos poucos novos nomes começam a surgir e trilhar um novo caminho para o país. Nessa semana, por exemplo, um jovem atleta foi o responsável por abrir oficialmente a temporada FIS para o time brasileiro. 

Kian Christopher Hauschildt, 15 anos, esteve presente na disputa do Slopestyle no US Revolution Tour em Cooper Mountain, nos Estados Unidos. A prova, que também contou pontos para a Copa Norte-americana, foi realizada na segunda-feira, 14 de janeiro.

O representante do Brasil fez as duas descidas programadas. Na primeira, ele obteve 28.50 pontos na média de nota dos quatro juízes; na segunda, 31.75 pontos, que terminou como sua nota final. Dessa forma, foi o 31º na classificação geral e não somou pontos FIS para o ranking internacional - apenas os 30 melhores da prova conseguem pontuação. O vencedor foi o norte-americano Jake Canter, que conseguiu 91 pontos em sua segunda apresentação. 

A disputa em Cooper Mountain marcou a estreia de Kian Hauschildt na elite do Snowboard. Ele é da mesma geração de Noah Bethonico, 15, e Augustinho Teixeira, 13. Os três são considerados as grandes promessas do país na modalidade e estão sendo trabalhados não apenas para os Jogos Olímpicos de 2022, em Pequim, mas principalmente para a edição de 2026. 

Augustinho, aliás, deve ser o próximo rider do Brasil a estrear na temporada do Hemisfério Norte. Ele deve competir em provas de Halfpipe e Slopestyle pela Copa Norte-americana na província de Alberta, no Canadá, entre 26 e 27 de janeiro. 

Irmãos Bethonico colecionam medalhas em provas regionais nos EUA

Kian Gomes foi o responsável por abrir oficialmente a temporada do snowboard brasileiro em provas FIS, mas isso não quer dizer que a equipe estava parada. Os irmãos Noah e Zion Bethonico, respectivamente 15 e 13 anos, colecionaram diversas medalhas e bons resultados em competições regionais da modalidade nos Estados Unidos. 

Noah, que possui idade para se classificar aos Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno, é quem tem o desempenho mais impressionante: conquistou cinco medalhas de ouro nas cinco provas que já participou até aqui em sua faixa etária. Em dezembro, ele venceu o Slalom e no Slalom Gigante no Aspen Snowmass Series com 57seg43 e 47seg43. Depois, em janeiro, ele foi o campeão nas três provas de boardercross no Rocky Mountain Series

Zion, por sua vez, conseguiu duas pratas na faixa etária 12-13 anos no Aspen Snowmass Series, com 1min02seg68 no Slalom e 52seg78 no Slalom Gigante - o norte-americano Walker Overstake venceu as duas corridas. Depois, no Rocky Mountain Series, o jovem brasileiro foi oitavo na primeira prova, sexto na segunda e conseguiu a medalha de ouro na terceira corrida de boardercross

Além dessas corridas integrantes da USASA (associação norte-americana de snowboard e freestyle voltado para atletas amadores), os dois irmãos também competiram em corridas da NASTAR, competição de snowboard e esqui com uma marcação diferente, baseado no handicap do atleta em relação ao percurso - semelhante ao par no golfe. 

A temporada para os dois jovens competidores continua nas próximas semanas. Noah, inclusive, deve participar de dez provas oficiais da FIS de Snowboard Cross no Canadá e Estados Unidos entre fevereiro e março. 




Uma publicação compartilhada por Noah & Zion 🏂🏂 (@braziliansnowstorm) em

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.