Finlândia conquista o título do Mundial Júnior de Hóquei no Gelo

Finlândia comemora um dos gols na final (Minas Panagiotakis/HHOF-IIHF Images)

Foi um final com reviravoltas, equilíbrio e definição nos últimos segundos. A Finlândia, pouco cotada após a primeira fase da competição, derrotou os Estados Unidos por 3 a 2 e conquistou o título do Mundial Júnior de Hóquei no Gelo. A partida decisiva aconteceu na noite desse sábado, 5 de janeiro, em Vancouver, no Canadá.

Este foi apenas o quinto título do país na história da competição - antes, foram campeões em 1987, 1998, 2014 e 2016. O resultado também coroa a recuperação da equipe ao longo da competição. Com duas derrotas na primeira fase (para Suécia e, curiosamente, para os Estados Unidos), a Finlândia terminou na terceira posição do Grupo B.

Entretanto, a partir daí o país começou sua escalada rumo ao título. Nas quartas de final, por exemplo, conseguiu derrotar o Canadá, país-sede e atual campeão do torneio. Depois, na semifinal, espantou a zebra Suíça, que havia eliminado a Suécia na fase anterior. Já na decisão, conseguiu a revanche diante dos norte-americanos.

A vitória, como era de se esperar, não foi nada fácil. No primeiro período, por exemplo, as duas equipes não conseguiram abrir o placar e terminaram empatadas em 0 a 0. No segundo tempo, Jesse Ylonen abriu o placar para a Finlândia e Otto Latvala ampliou a vantagem no início do terceiro tempo. Parecia que o jogo estava na mão.

Pois é, só parecia mesmo. Sessenta segundos depois, Alexander Chmelevski descontou para os Estados Unidos e passados dois minutos Josh Norris conseguiu empatar o jogo. A decisão seguiu equilibrada até os minutos finais, quando Kaapo Kakko aproveitou um rebote e fez 3 a 2 no placar com 86 segundos para o fim do tempo regulamentar. 

Na disputa pelo bronze, a Rússia conseguiu superar a Suíça por 5 a 2 e voltou ao pódio do Mundial Júnior de Hóquei no Gelo após dois anos - na temporada passada a equipe foi eliminada nas quartas de final. Já os suíços, apesar da derrota, conseguiram fazer a melhor campanha do país desde 2010, quando também terminaram na quarta colocação.


Kirill Slepets e Nikita Shashkov fizeram 2 a 0 para os russos ainda no primeiro período. Valentin Nussbaumer descontou no início do segundo, Klim Kostin ampliou para 3 a 1 e Yannick Bruschweiler voltou a diminuir para os suíços. Contudo, novamente Kirill Slepets, em duas oportunidades, fez 5 a 2 no terceiro período e garantiu a medalha de bronze para a Rússia.

Com seis gols marcados em sete partidas, o suíço Philipp Kurashev foi o artilheiro da competição nesta temporada - ele foi draftado pelo Chicago Blackhawks na NHL em 2018. Já o russo Alexander Romanov foi o líder das assistências, com sete passes para gol - também já selecionado pelo Montreal Canadiens no ano passado. Já o MVP do torneio foi o norte-americano Ryan Poehling, também adquirido pelo Canadiens no Draft de 2017. 

A definição do campeão e dos medalhistas da elite ainda não encerrou a disputa do Mundial Júnior masculino de hóquei no gelo. Entre os dias 13 e 21 de janeiro acontecem os torneios da Divisão 2 (Grupos A e B) e da Divisão 3. Já o Mundial Juvenil feminino de Hóquei no Gelo começa neste domingo, dia 6, e termina no dia 13 em Obihiro, no Japão. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.