Após 5 anos, Canadá vence o Mundial feminino sub-18 de Hóquei

Jovens canadenses comemoram o título mundial sub-18 de hóquei (Steve Kingsman/HHOF-IIHF Images)

Um ano após ter ficado de fora de uma final internacional no hóquei no gelo feminino pela primeira vez na história, as meninas da seleção canadense conseguiram dar a volta por cima. O país conquistou o título do Mundial sub-18 da modalidade nesta temporada. O troféu foi confirmado na manhã desse domingo, 13 de janeiro, em Obihiro, no Japão. 

Na final, o Canadá derrotou a seleção dos Estados Unidos por 3 a 2 no overtime e conquistou seu quinto título da competição. O triunfo também encerra um pequeno, mas incômodo, tabu: desde 2014 o país não vencia esse torneio. As norte-americanas seguem como maiores vencedoras com sete troféus em doze edições. 

Entretanto, a campanha canadense foi repleta de altos e baixos. Na primeira fase, a equipe dominou a Suécia, mas venceu por apenas 2 a 1, perdeu para os Estados Unidos por 3 a 2 e derrotou a Rússia por 5 a 1, alcançando a segunda posição do Grupo A e garantindo a classificação direta à semifinal do Mundial sub-18. 

Na fase eliminatória, contudo, precisou do overtime para derrotar as russas por 4 a 3. No tempo regulamentar, saiu perdendo, conseguiu a virada, mas acabou tomando o empate com menos de dez minutos para o fim do jogo. Na prorrogação, Danielle Serdachny conseguiu o gol que recolocou o Canadá na decisão da competição. 

Já na final fizeram uma partida de superação contra o time dos Estados Unidos, até então único invicto e que atropelou a Finlândia por 7 a 1 na semifinal. Serdachny abriu o placar para as canadenses, mas Makenna Webster e Abbey Murphy viraram para as norte-americanas no segundo e terceiro período. Com menos de dez minutos para o fim, Anne Cherkowski empatou e Maddi Wheeler fez o gol no início da prorrogação que confirmou o título.

Canadenses e norte-americanas dominam disputa feminina do hóquei no gelo (Steve Kingsman/HHOF-IIHF Images)

A seleção finlandesa conquistou a medalha de bronze após derrotar a Rússia por 3 a 0 na disputa do terceiro lugar. No playoff contra o rebaixamento, o Japão lutou, chegou a vencer uma partida contra a República Tcheca (2x1), mas perdeu dois jogos (6x0 e 3x1) e foi rebaixada ao Grupo A da Divisão 1 em 2020. 

Raygan Kirk, goleira da seleção canadense, foi escolhida como MVP do Mundial sub-18 de hóquei no gelo. A finlandesa Elisa Holopainen e a tcheca Natalie Mlynkova foram as artilheiras com cinco gols marcados em seis partidas.  Já Krsstyna Kaltounkova, também da República Tcheca, foi a líder de assistências com seis passes para gol. 

O Mundial sub-18 de Hóquei no Gelo feminino de 2019 também representou a 34ª final entre Canadá e Estados Unidos em torneios de elite do esporte entre as mulheres (incluindo Mundial adulto e Jogos Olímpicos). Apenas nas Olimpíadas de 2006, quando a Suécia eliminou as norte-americanas, e no Mundial sub-18 da temporada passada, com as suecas eliminando as canadenses na semi, não tivemos os dois países da América do Norte na decisão. 

Eslováquia conquista acesso à elite do Mundial sub-18 feminino

Se o Japão foi rebaixado ao Grupo A da Divisão 1, a Eslováquia conquistou o acesso e estará na elite do Mundial sub-18 feminino na próxima temporada. O país ficou na primeira posição da chave de acesso. As partidas foram realizadas em Radenthein, na Áustria, entre 7 e 13 de janeiro. 

O país travou um duelo particular com a Alemanha pelo título. As alemãs, invictas, lideravam com 11 pontos, dois a mais do que as eslovacas até a última rodada, quando as duas equipes se enfrentaram. Mas quem esperava um duelo equilibrado se decepcionou. A Eslováquia atropelou as rivais e terminou na primeira posição com 12 pontos, garantindo o título e o acesso. A Áustria, mesmo jogando em casa, teve apenas dois pontos e foi rebaixada ao Grupo B em 2020. 

Em seu lugar vai entrar a seleção da França. O país conquistou o título da competição em Dumfries, no Reino Unido, no dia 12 de janeiro. As francesas conseguiram 13 pontos em 15 possíveis e terminaram apenas um ponto à frente da Noruega, segunda colocada. A Holanda, que perdeu os cinco jogos, caiu para a qualificação no próximo ano. 

Na disputa do Hóquei no Gelo feminino sub-18 resta apenas a classificatória para definir o país que entrará no Grupo B da Divisão 1 em 2020. A competição está acontecendo em Jaca, na Espanha, e termina no dia 18 de janeiro. O período também marca a disputa da classificatória para o Mundial feminino adulto - os jogos acontecem na Cidade do Cabo, na África do Sul. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.