Arlan Kokshetau, do Cazaquistão, vence Continental Cup de Hóquei

Gasnikov comemora pênalti que garantiu o ouro para o Arlan Kokshetau, do Cazaquistão (William Cherry)

Após terminar com o vice-campeonato nas duas edições anteriores da Continental Cup de Hóquei no Gelo, o Cazaquistão conseguiu ver um time de seu país conquistar o título da competição nesta temporada. O Arlan Kokshetau foi o grande campeão da disputa ao vencer a fase decisiva realizada em Belfast, no Reino Unido, entre 11 e 13 de janeiro. 

Esta é a primeira vez que um time cazaque conseguiu terminar com a medalha de ouro no torneio interclubes de hóquei no gelo organizado pela IIHF. Antes, as melhores campanhas foram nas duas temporadas anteriores, quando Beibarys Atyrau e Nomad Astana terminaram com o vice-campeonato em 2017 e 2018, respectivamente. 

Campeão do Cazaquistão em 2018, o Arlan Kokshetau entrou diretamente na terceira fase e avançou em primeiro no seu grupo com sete pontos em nove possíveis. Já na quarta e última etapa, o time repetiu o desempenho e conseguiu vencer as três partidas, garantindo oito em nove pontos possíveis. 

A campanha rumo ao título inédito começou com vitória de 4 a 2 sobre o GKS Katowice, da Polônia. Depois, conseguiu uma goleada de 8 a 2 sobre o HK Gomel, de Belarus. Por fim, no jogo decisivo contra o Belfast Giants, que havia vencido os mesmos rivais, a equipe cazaque conseguiu uma vitória de 3 a 2 graças ao shootout

O jogo parecia tranquilo. Ainda no primeiro período, o Arlan Kokshetau abriu 2 a 0 no placar, com gols de Sergeu Yegorov e Vadim Yermolayev. Contudo, no último tempo de jogo, o time da casa buscou o empate com Chris Higgins e Dustin Johner. Por fim, no shootout, Yevgeni Gasnikov converteu o último pênalti e garantiu o título inédito para o time. O GSK Katowice terminou na terceira posição ao derrotar o HK Gomel por 5 a 0 no último jogo.


Red Bull Munique e Frölunda decidem o título do Champions Hockey League

De um lado, o maior vencedor do torneio. Do outro, uma equipe que chega à final pela primeira vez. Essa é a situação enfrentada pelo Frölunda, da Suécia, e pelo Red Bull Munique, da Alemanha. Os dois times avançaram à decisão da Champions Hockey League após eliminarem seus rivais na semifinal realizada nesta semana. 

O Frolünda, campeão em 2016 e 2017, retorna à final da competição ao conseguir derrotar o HC Plzeň, da República Tcheca. O adversário venceu os dois jogos, por 6x3 e 3x1. Já o Red Bull Munique, que faz a melhor campanha de um time alemão na história da Champions Hockey League, derrotou o Red Bull Salzburgo por 3x1 no segundo jogo da semi e após empate em 0x0 na primeira partida. 

O torneio segue a mesma lógica da competição de futebol. Ou seja, os 32 times são divididos em oito grupos com quatro times. Os dois melhores avançam para a fase eliminatória, disputada em dois jogos (uma na casa do rival e outra na sede do clube). Entretanto, o jogo que define o campeão será realizado em rodada única no dia 5 de fevereiro, 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.