Dominik Paris domina disputa do Esqui Alpino em Bormio, na Itália

Dominik Paris venceu as duas provas em casa (AgemceZoom)

Exatamente após um ano, o italiano Dominik Paris conseguiu retornar ao lugar mais alto do pódio na Copa do Mundo de Esqui Alpino - e no mesmo lugar de seu último triunfo. Competindo em casa, o atleta foi o grande destaque das provas de velocidade realizadas em Bormio, na Itália, entre 28 e 29 de dezembro.

Ele venceu tanto a prova de Downhill quanto a de Super G na neve italiana - aliás, foi apenas o seu segundo triunfo nesta última disciplina do esqui alpino. O resultado também o consagra como "rei" nas provas de velocidade em Bormio. Já são quatro vitórias neste percurso, contando as primeiras colocações nas temporadas de 2013 e 2018. 

A primeira vitória de Dominik nesta temporada veio no Downhill com o tempo de 1min55seg21. Ele ficou 36 centésimos à frente do também italiano Christof Innerhofer, segundo colocado - o suíço Beat Feuz foi o terceiro. Depois, no Super G, o representante da Itália foi o mais rápido com 1min29seg95, incrível um décimo à frente do austríaco Matthias Mayer, segundo - o norueguês Aleksander Kilde completou o pódio.


As duas vitórias colocam Dominik Paris no Top 5 do ranking geral da Copa do Mundo de Esqui Alpino, mas não faz alterações significativas na liderança do torneio. O italiano possui 366 pontos e ocupa a quinta posição. O austríaco Marcel Hirscher, que compete em provas técnicas, é o líder com 620. Max Franz, da Áustria, é o segundo colocado com 408.

Já as mulheres competiram em provas técnicas (Slalom e Slalom Gigante) em Semmering, na Áustria, nesse mesmo fim de semana. A etapa foi um duelo particular entre a eslovaca Petra Vlhova e a norte-americana Mikaela Shiffrin. As duas dividiram as vitórias nesta etapa e ocupam, respectivamente, a primeira e segunda posições no ranking. 


Vlhova, por exemplo, surpreendeu ao vencer a disputa do Slalom Gigante 2min04seg72 - ela é especialista nas corridas de Slalom. A alemã Viktoria Rebensburg ficou na segunda posição, 45 centésimos atrás. Tessa Worley, da França, foi a terceira colocada. Shiffrin foi apenas a quinta colocada. 

Mas a atleta dos Estados Unidos deu o troco na corrida de Slalom. Com o tempo combinado de 1min42seg99, ela conseguiu ficar 29 centésimos à frente da eslovaca, segunda colocada - Wendy Holdener, da Suíça, completou o pódio. 

Os dois resultados também alteraram pouco o ranking feminino do esqui alpino. Shiffrin segue com uma vantagem tranquila na liderança. Ela possui 1034 pontos, quase o dobro de Petra Vlhova, que possui 568. Ragnhild Mowinckel, da Noruega, é a terceira com 396.

Essa foi a última disputa da elite do Esqui Alpino em 2018. Apesar disso, os atletas têm pouco tempo de descanso para as festas de Ano Novo. Isso porque a próxima etapa da Copa do Mundo será no dia 1º de janeiro, com uma prova city event em Oslo, na Noruega.

Mikaela Shiffrin venceu mais uma e mantém liderança no esqui alpino (Agence Zoom)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.