Champions Hockey League define semifinalistas da temporada

Milan Guláš fez o gol que classificou o Plzeň à semifinal da Champions Hockey League (Petr Fryba)

Principal competição interclubes de hóquei no gelo na Europa Ocidental, a Champions Hockey League definiu os semifinalistas desta temporada. Frölunda (Suécia), Plzeň (Rep. Tcheca), Red Bull Salzburgo (Áustria) e Red Bull Munique (Alemanha) conquistaram as vagas após o segundo jogo das quartas de final nessa semana, entre 11 e 12 de dezembro. 

Frölunda enfrentará o Plzeň, enquanto que Salzburgo e Munique jogam a outra semifinal (mesmo com os times possuindo o mesmo mantenedor). A chance de ter um campeão inédito na competição é grande. Dos quatro, apenas o Frölunda já levantou a taça em 2016 e 2017 (também foi vice-campeão em 2015). Os demais chegam à semifinal pela primeira vez na história. 

De todos, a melhor campanha é do Plzeň, da República Tcheca. A equipe faz uma campanha irretocável até o momento. Teve a melhor campanha da primeira fase, com 17 pontos em 18 possíveis no Grupo H. Nas oitavas, eliminou o Bolzano, da Itália, com duas goleadas (6x2 e 6x1). Nas quartas, eliminou o Skellefteå, da Suécia, com um empate em 3x3 e uma vitória de 2x1 no shootout. É o último invicto até o momento. 

Em busca do tricampeonato, o Frölunda conseguiu quatro vitórias e duas derrotas na primeira fase e passou na primeira colocação do Grupo A. Depois, na fase eliminatória, cresceu de produção. Eliminou o Lugano, da Suíça, com uma vitória de 5x4 após empatar em 1x1 e derrotou o Kometa Brno, da República Tcheca, com duas vitórias (4x1 e 6x1) nas quartas. 

É uma campanha semelhante ao do Red Bull Salzburgo. O time austríaco passou em primeiro no Grupo G com quatro vitórias e duas derrotas. Nas oitavas, passou pelo Dragons de Rouens, da França, com 3x3 e 5x1. Depois, nas quartas, eliminou o Kärpät, da Finlândia, com 3x2 no primeiro jogo e 1x1 no jogo de volta. 

Por fim, o Red Bull Munique faz uma campanha de recuperação para escrever sua melhor campanha da história. O time ficou na segunda posição do Grupo B com quatro vitórias e duas derrotas. Nas oitavas, perdeu o primeiro jogo para o Zug, da Suíça, por 3x2, mas venceu a partida de volta por 2x0. Nas quartas, derrotou o Malmö, da Suécia, por 2x1 na ida e precisou do overtime para empatar em 5x5 na volta para garantir a classificação. 

Os finalistas da temporada passada decepcionaram e ambos foram eliminados ainda na primeira fase. O campeão JYP, da Finlândia, foi terceiro colocado no Grupo H com apenas duas vitórias. Já o sueco Växjö Lakers, atual vice-campeão, foi o terceiro no Grupo G com apenas oito pontos e também ficou pelo caminho. 

A competição é inspirada realmente no famoso torneio de futebol e tem como objetivo reunir os principais clubes da Europa Ocidental para definir o melhor time de hóquei no gelo da região. São 32 equipes divididas em oito grupos, com os dois melhores avançando às oitavas de final. A fase eliminatória também é disputada no sistema de ida e volta (diferente das demais ligas, que usa o modelo de playoff). 

As semifinais da Champions Hockey League acontecem nos dias 8 e 16 de janeiro, com os jogos de ida e volta. A final está programada para acontecer no dia 5 de fevereiro no rink do finalista com a melhor campanha na competição. 

Red Bull Munique avança à semifinal pela primeira vez na história (Chrstian Örnberg)

Continental Cup define quatro finalistas 

Quem também definiu os quatro times que seguem vivos na temporada foi a Continental Cup, evento realizado pela IIHF (Federação Internacional de Hóquei no Gelo). Arlan Kokshetau (Cazaquistão), Belfast Giants (Reino Unido), GKS Katowice (Polônia) e HK Gomel (Belarus) são os times classificados à fase final. 

Os quatro times finalistas entraram diretamente na terceira fase da competição, realizada em novembro. A melhor campanha foi do time cazaque Arlan Kokshetau, que venceu os três jogos (dois deles no shootout) e terminou com sete pontos no Grupo D. O HK Gomel teve duas vitórias no tempo normal e conseguiu ficar em segundo na chave.

No Grupo E, a definição dos finalistas foi no saldo de gols. Belfast Giants, do Reino Unido, GKS Katowice, da Polônia, e Medveščak Zagreb, da Croácia, terminaram empatados com seis pontos. O time de Belfast levou a melhor ao ter saldo positivo de seis gols e ficou em primeiro. O time polonês teve saldo de cinco e avançou em segundo, enquanto que o representante croata foi eliminado por ter saldo negativo de um gol. 

Nenhum dos times finalistas conquistou o título da Continental Cup de hóquei no gelo - logo, a temporada terá um campeão inédito. Quem chegou mais perto foi o HK Gomel, vice-campeão em 2004. Aliás, representantes do Cazaquistão e da Polônia jamais venceram o torneio, enquanto que o Reino Unido teve apenas um campeão (o Nottingham Panthers em 2017) e Belarus teve quatro vencedores (três vezes com o Yunost Minsk, atual campeão)

Diferentemente da Champions Hockey League, a final é disputada em forma de grupo, com os times se enfrentando entre si e o campeão é quem somar mais pontos. Os jogos acontecerão em Belfast, capital da Irlanda do Norte, no Reino Unido, entre 11 e 13 de janeiro de 2019. 

Belfast Giants (azul) e GKS Katowice avançam à final da Continental Cup (William Cherry)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.