Bobsled e Skeleton do Brasil competem na última etapa de 2018

Equipe brasileira de Bobsled e Skeleton nesta temporada (Divulgação/CBDG)

A primeira parte da temporada de renovação da equipe brasileira de Bobsled e Skeleton terminou nesse último fim de semana, entre 30 de novembro e 2 de dezembro. Nicole Silveira, no skeleton feminino, e duas duplas masculinas do Bobsled estiveram presentes em Lake Placid, nos Estados Unidos, para a disputa de mais uma etapa da Copa América. 

Diferentemente dos outros anos, quando o Brasil viajava com a delegação completa para melhorar o entrosamento entre os atletas, neste ano a CBDG resolveu mudar a estratégia. A entidade aproveitou a abertura do ciclo olímpicos dos Jogos de 2022 para testar novos pilotos e competidores. 

Nicole, por exemplo, segue em evolução no Skeleton feminino. Na primeira prova terminou na oitava posição com 1min58seg21, pouco mais de cinco segundos atrás da norte-americana Sara Roderick, vencedora da corrida. No dia seguinte a brasileira melhorou seu desempenho e foi a sétima com 1min57seg13, quaro segundos atrás de Roderick, novamente a primeira colocada. 

Já a equipe brasileira de Bobsled continuou com o período de aprendizado e participou novamente das provas 2-man. Na primeira corrida, a dupla Marley Linhares e Rafael Souza terminou na nona posição com 1min55seg75. Já Erick Vianna e Odirlei Pessoni ficaram em 11º com 2min03seg47. Os canadenses Chris Spring e Darren Lundrigan venceram com 1min52seg16. 

No dia seguinte, na despedida da equipe em 2018, Marley e Rafael alcançaram a oitava colocação com 1min55seg53. Erick e Odirlei, por sua vez, terminaram na 11ª posição da primeira corrida, mas não completaram a segunda parte da prova. Chris Spring e Darren Lundrigan venceram novamente com 1min52seg28. 

O projeto da CBDG também inclui a participação de Marina Tuono no monobob feminino. A categoria foi incluída nos Jogos Olímpicos de 2022 e a IBSF iniciou um programa de treinamento para formar novas atletas nesta temporada. Marina participou de alguns treinos, mas as duas corridas previstas nos Estados Unidos não foram realizadas. 

No ranking da Copa América, Nicole ocupa a sexta posição com 182 pontos, beneficiada por disputar as seis provas realizadas até aqui - a sueca Leslie Stratton lidera com 317. No Bobsled 2-man, as duplas brasileiras não participaram da primeira etapa, em Whistler, no Canadá. Dessa forma, Marley é o 16º da competição com 200 pontos e Erick é o 22º com 136. Chris Spring lidera com 654. 

Agora, os atletas brasileiros retornam para suas casas para aproveitarem as festas de fim de ano. A Copa América de Bobsled e Skeleton retorna apenas em 2019 para a última etapa da temporada em Calgary, no Canadá, entre 10 e 13 de janeiro. A competição também marca a segunda etapa da preparação da CBDG, o que inclui treinos e descidas nas pistas norte-americanas. A entidade ainda não definiu a lista de convocados para esta fase. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.