Birk e Gremaud voltam a vencer na Copa do Mundo de Esqui Livre

Mathilde Gremaud (Mateusz Kielpinski)
A suíça Mathilde Gremaud e o norueguês Birk Ruud são considerados jovens promessas do Slopestyle e do Big Air no Esqui Livre. Com 18 anos de idade, eles enfrentavam um pequeno tabu de vitórias na Copa do Mundo da modalidade - e ambos resolveram quebrar essa incômoda marca no mesmo dia.

Os dois venceram a prova de Big Air realizada em Modena, na Itália, no último dia 4 de novembro. Foi o primeiro evento da temporada no hemisfério norte, mas é a segunda etapa da Copa do Mundo - a abertura aconteceu em Cardrona, na Nova Zelândia, entre 7 de setembro de 2018. 


Medalhista de prata olímpica no Esqui Livre Slopestyle em 2018, Mathilde Gremaud não vencia uma prova na elite da modalidade desde fevereiro de 2017. Com 172.50 pontos nos seus dois melhores saltos, ela ainda conseguiu a revanche contra sua compatriota Sarah Höfflin, campeã olímpica, mas que ficou na segunda posição da etapa - Kea Kühnel, da Alemanha, foi a terceira. 

Entre os homens, Ruud não vencia desde março de 2017. Para voltar ao lugar mais alto do pódio, ele conseguiu 178.25 pontos no total e ficou à frente do norte-americano Alexander Hall, segundo, e do suíço Andri Ragettli, atual campeão do circuito internacional de Slopestyle, em terceiro. 


Com duas das quatro provas de Big Air da Copa do Mundo de Esqui Livre já disputadas, a canadense Elena Gaskell lidera entre as mulheres com 150 pontos no total, contra 109 de Caroline Claire, dos Estados Unidos, e 100 da suíça Mathilde Gremaud. No masculino, liderança isolada de Andri Ragettli com 160 pontos, apenas 10 a mais do que Birk Ruud. 

O Big Air no Esqui Livre retorna apenas em 2019. Neste mês, contudo, a Copa do Mundo da modalidade terá a estreia do Slopestyle em Stubai, na Áustria, entre 22 e 24 de novembro. Depois, entre 5 e 7 de dezembro, acontece a disputa do Halfpipe em Cooper, nos Estados Unidos. 

Birk Ruud (Mateusz Kielpinski)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.