ISU reformula campeonatos de patinação e cria novo calendário

Participantes do Congresso ISU (Reprodução)

No início de junho, a ISU (União Internacional de Patinação) reuniu seus países-membros para a 57ª edição anual do seu Congresso. O evento aconteceu em Sevilha, na Espanha, entre 4 e 8 de junho, e promoveu mudanças importantes nas três modalidades olímpicas geridas pela entidade - principalmente na organização de campeonatos.

No total, os delegados participantes votaram em mais de 400 propostas, rejeitando algumas e aprovando outras. As principais mudanças têm a ver com a realização de campeonatos nos três esportes olímpicos (patinação artística, patinação de velocidade e patinação de pista curta), com o objetivo de estimular novos desafios até os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

Confira as mudanças aprovadas por modalidade no Congresso da ISU: 

Patinação Artística
  • A proposta de elevar a idade mínima para a disputa da categoria olímpica não foi adiante. Atletas que completarem 15 anos antes de 1º de julho podem participar da temporada entre os adultos. 
  • A ISU convocou um grupo de trabalho para discutir o formato das competições de patinação artística. Ideia é deixar o evento mais atrativo para o público e para a transmissão midiática. Proposta será apresentada no Congresso de 2020. 
  • Aumento de 16 para 20 as duplas classificadas ao Programa Longo dos "Pares" no Mundial de Patinação Artística no Gelo.
  • Mudança do nome de "Dança Curta" para "Dança Rítmica" na Dança no Gelo.
  • Mudança importante no processo de qualificação olímpica para 2022. Vinte e quatro das trinta vagas serão definidas no Mundial anterior à disputa dos Jogos, mas um país só conseguirá duas ou três vagas se tiver, de fato, dois ou três representantes no programa longo do Mundial. Isso acaba, por exemplo, com um atleta garantindo três cotas para sua nação. 
  • Aprovação de medidas para tentar incluir a Patinação Sincronizada nos Jogos Olímpicos de Inverno. 


Patinação de Velocidade
  • Criação de um torneio Four Continents, equivalente ao Europeu, na patinação de velocidade para a temporada 2019/2020.
  • Organização de apenas um Mundial de Patinação de Velocidade a partir da temporada 2020/2021 - atualmente são três disputas distintas (sprint, allround e distâncias simples). 
  • Cotas conquistadas em torneios ISU serão válidas para a disputa da Copa do Mundo da mesma temporada
  • Mudança nos pontos da corrida de largada coletiva. No sprint intermediário, os três primeiros colocados ganham 3-2-1 pontos ao invés de 5-3-1. No fim, os seis primeiros recebem pontos: 30-20-10-4-2-1. 


Patinação de Pista Curta
    • Criação de um torneio Four Continents, equivalente ao Europeu, na patinação de pista curta para a temporada 2019/2020.
    • Treinamento para árbitros de Patinação de Pista Curta, oferecendo mais informações e melhor suporte. 
    • Mudança no Mundial Júnior de patinação de pista curta: a disputa allround dá lugar às distâncias simples, mesma modalidade dos Jogos Olímpicos. 
    • Criação de torneios mistos por equipes, incluindo um revezamento misto como preparação para um novo evento nos Jogos Olímpicos de 2022. 

    Nenhum comentário

    Tecnologia do Blogger.