Brasil volta a ter registro da patinação de velocidade na ISU

Marcelo Donadio em ação no Campeonato Brasileiro (Divulgação)

Após um longo período de ausência, o Brasil voltou a ter o direito de competir nos principais eventos da patinação de velocidade. Isso porque a ISU (União Internacional de Patinação) concedeu o registro provisório à CBDG durante a realização do Congresso da entidade, entre os dias 3 e 10 de junho em Sevilha, na Espanha. 

Com a decisão, os atletas Gabriel Ohnmacht, João Victor da Silva e Marcelo Donadio finalmente estão liberados para participarem das etapas senior e júnior da Copa do Mundo de Patinação de Velocidade a partir da próxima temporada. Antes, eles podiam competir apenas em eventos regionais na Europa e Ásia. 

O registro provisório tem validade de um ano. No final deste período, a ISU determina se o Brasil ganhará a filiação completa ou se perderá novamente esse direito. Entre os critérios que serão levados em conta estão os desempenhos dos atletas, o projeto brasileiro para o desenvolvimento da modalidade e os recursos investidos para isso. 

A CBDG é filiada à ISU desde 2002 com a patinação artística e de velocidade. Enquanto na primeira modalidade o país conseguiu se manter presente no cenário internacional nos últimos 11 anos, na segunda não conseguiu repetir o mesmo desempenho. Antes de 2015, apenas Felipe de Souza competiu em provas de pista curta, entre 2004 e 2005, e pista longa, em 2009. 

A falta de atividade fez a federação internacional cortar a filiação brasileira apenas na patinação de velocidade. Com o surgimento e consolidação dos jovens João Victor da Silva e Gabriel Ohnmacht entre 2015 e 2016 e do experiente Marcelo Donadio em 2017, a confederação nacional passou a buscar o registro completo para voltar a marcar presença no esporte.

Até porque os três atletas possuem grande potencial de crescimento neste e no próximo ciclo olímpico. Marcelo, 23 anos, foi campeão da primeira edição do Campeonato Brasileiro de Patinação de Velocidade Sprint, em 2017, e tem índice de classificação para a Copa do Mundo senior. Já Gabriel Ohnmacht, 17, e João Victor da Silva, 16, estiveram entre os 100 atletas mais rápidos da categoria júnior em 2017 e 2018, respectivamente. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.