Com show de Trusova, Rússia domina Mundial Jr de Patinação Artística

Alexandra Trusova fez dois saltos quádruplos no Mundial Júnior de Patinação (Reprodução)

Se você se encantou com Evgenia Medvedeva e Alina Zagitova na disputa da patinação artística nos Jogos Olímpicos de PyeongChang, saiba que uma adolescente russa de 13 anos tem tudo para desbancá-las em um futuro próximo. Com dois saltos quádruplos bem sucedidos, Alexandra Trusova fez história no Mundial Júnior de Patinação Artística, realizado entre 7 e 10 de março em Sofia, na Bulgária. 

Trusova, que completará 14 anos em junho, fez dois saltos quádruplos (um toe loop e um salchow) no programa longo do Mundial Júnior. Ela é a primeira mulher a conseguir fazer dois quádruplos em um mesmo programa e apenas a segunda da história a executar este tipo de salto em uma competição - a outra foi a japonesa Miki Ando no Junior Grand Prix de 2002. 

Com uma apresentação praticamente perfeita, a jovem russa obteve 153.49 pontos no programa longo e a nota final de 225.52, recorde absoluto na categoria júnior e a quinta maior pontuação da história entre as mulheres na patinação artística. Alena Kostornaia, também da Rússia, ficou com a prata e a japonesa Mako Yamashita foi bronze. 

"Estou muito feliz em ter vencido, mas estou mais feliz por conseguir executar dois quádruplos. Eu me preparei para isso e consegui", afirmou a campeã.


Dessa forma, Alexandra Trusova mantém a supremacia russa na disputa feminina do Mundial Júnior de Patinação Artística. Nas últimas dez edições, o país europeu conquistou oito ouros. Entre as campeãs estão Adelina Sotnikova, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2014, Yulia Lipnitskaya, ouro olímpico por equipes em 2014, Evgenia Medvedeva, bicampeã mundial em 2016 e 2017, e Alina Zagitova, campeã olímpica em 2018. 

O show da atleta foi o ponto alto de um desempenho perfeito da Rússia nesta temporada do Mundial Júnior. Poucas vezes se viu um domínio tão grande de um país em uma competição de patinação artística. Os atletas russos conquistaram nada menos do que nove das doze medalhas em disputa no torneio, incluindo os quatro ouros. 

Entre os homens, por exemplo, Alexey Erokhov encerrou um tabu de 14 anos sem vitórias da Rússia na categoria. Ele foi o campeão com 231.52 pontos, seguido pelo também russo Artur Danielian, segundo colocado - Matteo Rizzo, da Itália, foi o terceiro. Alexei Krasnozhon, dos Estados Unidos, liderou o programa curto, mas machucou o tornozelo na abertura do programa longo e não concluiu sua participação. 

Nos pares, a Rússia simplesmente varreu o pódio. A dupla Daria Pavliuchenko e Denis Khodykin venceu com 180.53 pontos. Polina Kostiukovich e Dmitrii Ialin conquistaram a prata, enquanto que Anastasia Mishina, prata em 2016, fez parceria com Aleksandr Galiamov e foi o bronze nesta temporada. 

Por fim, na Dança no Gelo, os russos Anastasia Skoptcova e Kirill Aleshin venceram os dois programas e conquistaram o ouro com 155.15 pontos. Os norte-americanos Christina Carreira e Anthony Ponomarenko, bronzes em 2017, ficaram com a prata nesta temporada. Já Arina Ushakova e Maxim Nekrasov, também da Rússia, ganharam o bronze. 

Agora, os fãs da patinação artística se preparam para a disputa do Mundial Senior de Patinação Artística no Gelo. A competição acontecerá em Milão, na Itália, entre 19 e 25 de março. Será o primeiro torneio de elite da modalidade após os Jogos Olímpicos de PyeongChang. A brasileira Isadora Williams estará presente na competição.

Alexei Erokhov deu um ouro entre os homens para a Rússia no Mundial Jr após 14 anos (Reprodução)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.