Roland Fischnaller conquista o Slalom no Snowboard Paralelo

Roland Fischnaller conquista terceiro título da carreira no slalom do snowboard (Oliver Kraus)

Um dos maiores especialistas do Snowboard Paralelo slalom, o italiano Roland Fischnaller confirmou o favoritismo e conquistou o terceiro título da disciplina na Copa do Mundo da modalidade. Ele foi o grande destaque da última prova da temporada, realizada entre 17 e 18 de março em Winterberg, na Alemanha. 

Aos 37 anos, Fischnaller não deu chances aos rivais e foi o campeão da etapa alemã ao derrotar o austríaco Sebastian Kislinger na bateria decisiva - Rok Marguc, da Eslovênia, foi o terceiro colocado. "Estou feliz com o título, mas também orgulhoso porque significa que ainda posso acompanhar os melhores do mundo, mesmo próximo dos 38 anos", comemorou o campeão. 

O atleta da Itália venceu duas das três provas de slalom da Copa do Mundo de Snowboard desta temporada e conquistou o terceiro Globo de Cristal da categoria com 2200 pontos - ele também venceu em 2013 e 2016. O russo Dmitry Loginov foi o segundo colocado com 1800. Na classificação geral, o suíço Nevin Galmarini foi o campeão com 6570 pontos. 

A categoria Slalom é uma das integrantes do Snowboard Paralelo ao lado do Slalom Gigante. Entretanto, nesta temporada a disciplina não fez parte do programa olímpico em PyeongChang e, portanto, a Copa do Mundo realizou apenas três etapas ao longo da temporada.


Entre as mulheres, a alemã Selina Jörg, prata nos Jogos Olímpicos de Inverno, fez a festa da torcida local ao quebrar um tabu de 11 anos e voltar a vencer na Copa do Mundo de Snowboard Paralelo. Ela derrotou a russa Alena Zavarzina na bateria decisiva. A suíça Julie Zogg conquistou a medalha de bronze. 

Contudo, o título do Slalom ficou com a russa Evgenia Tudegesheva, que conquistou 1800 pontos nas três etapas e obteve míseros 10 pontos à frente de Jörg no ranking final - é o primeiro Globo de Cristal da russa. Na classificação geral, a estrela tcheca Ester Ledecká conquistou o tricampeonato da Copa do Mundo de Snowboard Paralelo com 7540 pontos. 

"Ficar por 10 pontos na corrida pelo título é um pouco frustrante. O Globo seria a cereja do bolo. Não sei o que dizer", explicou a atleta da Alemanha. 

Por fim, a prova mista por equipe encerrou a temporada e a prova em Winterberg. Roland Fischnaller e Nadya Ochner repetiram a vitória da última temporada e colocaram a Itália na primeira posição após derrotarem os austríacos Claudia Riegler e Andreas Prommegger na decisão - Julia Dujmovits e Sebastian Kislinger, também da Áustria, terminaram na terceira posição. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.