Perrine Laffont se aproxima de título no Esqui Livre Moguls

Perrine Laffont (Reprodução)

Campeã olímpica em PyeongChang e dona de um ouro e uma prata no Mundial Freestyle de 2017, a jovem francesa Perrine Laffont, 19 anos, está próxima de conquistar seu primeiro título da Copa do Mundo de Esqui Livre Moguls nesta temporada. A atleta foi uma das destaques nas duas provas realizadas em Tazawako, no Japão, entre 3 e 4 de março. 

Primeiro, no Moguls, Laffont conseguiu 83.03 pontos em sua apresentação e ficou à frente da canadense Justine Dufour-Lapointe, segunda colocada, e da norte-americana Keaton McCargo, terceira. Já no dia 4, no Dual Moguls, ela terminou na quinta posição e viu Tess Johnson, dos Estados Unidos, vencer a bateria decisiva diante da australina Britteny Cox, prata, e da alemã Laura Grasemann, bronze.


A atleta da França ainda contou com o cancelamento da etapa que seria realizada em Airolo, na Suíça, para manter a vantagem na liderança da competição.A prova precisou ser cancelada por conta da neblina e fortes ventos e não será reagendada. Dessa forma, Perrine Laffont segue na liderança isolada da Copa do Mundo de Esqui Livre Moguls com 527 pontos, 60 a mais do que  Britteny Cox, atual campeã feminina da competição.

A competição masculina já estava definida antes dos Jogos Olímpicos de PyeongChang, com o sétimo título do canadense Mikäel Kingsbury na competição. Mesmo assim, ele subiu ao pódio nas duas provas. No Moguls, foi o segundo com 89.27, atrás apenas do japonês Ikuma Horishima, campeão mundial em 2017. Depois, no Dual Moguls, Kingsburi repetiu a segunda posição, com Horishima novamente em primeiro e o cazaque Dmitry Reikherd conquistando o bronze.

Com seis vitórias e três medalhas de prata, Kingsbury conquistou seu sétimo título da Copa do Mundo ao chegar nos 840 pontos, 300 à de frente do vice-líder Dmitry Reikherd (também já garantido como segundo colocado da Copa do Mundo. Resta apenas uma prova para o fim da temporada do Esqui Livre Moguls: a etapa derradeira será em Megeve, na França.

Ikuma Horishima (FIS/Kielpinski)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.