Maren Lundby é campeã da Copa do Mundo de Esqui Saltos

Maren Lundby conquista seu primeiro título da Copa do Mundo de esqui Saltos (Divulgação/FIS)

É uma temporada que Maren Lundby não esquecerá tão cedo. Aos 23 anos, a atleta da Noruega conquistou seu primeiro título da Copa do Mundo de Esqui Saltos menos de um mês após ter sido ouro nos Jogos Olímpicos de PyeongChang. O Globo de Cristal da modalidade foi obtido após duas provas na montanha HS 97 em Rasnov, na Romênia, entre 3 e 4 de março. 

Em duas provas, Lundby venceu uma e foi segunda em outra. No sábado, dia 3, ela ficou atrás apenas da alemã Katharina Althaus, que conseguiu 118.6 pontos em seu salto (apenas um foi realizado por conta das condições climáticas) - Carina Vogt, também da Alemanha, foi a terceira. No dia seguinte, a norueguesa conseguiu 257.8 pontos, deixando Althaus na segunda posição - Nika Kriznar, da Eslovênia, completou o pódio. 

"É muito bom voltar ao topo do pódio. Eu espero continuar assim até o fim da temporada, inclusive no Holmenkollen no próximo fim de semana", comentou a campeã. 

Maren Lundby nem precisa se esforçar tanto. Com o retrospecto em Rasnov, ela chegou aos 1120 pontos no ranking feminino da Copa do Mundo de Esqui Saltos e tem 300 de vantagem sobre Katharina Althaus, vice-líder. Como restam apenas três provas e a norueguesa tem mais vitórias do que a rival, ela já assegurou o Globo de Cristal da modalidade. 

A atleta da Noruega realmente vive a melhor fase de sua carreira. Se antes ela tinha apenas quatro vitórias em etapas da Copa do Mundo, só nesta temporada venceu oito das doze provas realizadas na competição. Nos Jogos Olímpicos conseguiu confirmar o favoritismo e levar a medalha de ouro sem maiores problemas. 

O interessante é que a disputa feminina do Esqui Saltos nesta temporada foi praticamente um duelo entre Lundby e Katharina Althaus. A alemã foi a grande antagonista da campeã ao vencer três provas e subir ao pódio em todas as etapas da Copa do Mundo - além de ficar com a prata olímpica. Apenas a austríaca Daniela Iraschko-Stolz conseguiu superar as duas e comemorar uma vitória nesta temporada após vencer em Ljubno, na Eslovênia. 

Com o título definido, as mulheres se preparam para os últimos três saltos antes do fim da temporada. A antepenúltima etapa será em Oslo, na Noruega, em 11 de março, durante o tradicional Festival Holmenkollen. Depois, acontecem as últimas duas provas em Oberstdorf, na Alemanha, entre 24 e 25 de março. 

Kamil Stoch segue na liderança masculina

Entre os homens, Kamil Stoch segue na liderança da Copa do Mundo de Esqui Saltos na primeira etapa após os Jogos Olímpicos de PyeongChang. Ele venceu a prova individual HS 130 em Lahti, na Finlândia, no dia 4 de março. O polonês obteve incríveis 314.2 pontos e ficou muito acima do alemão Markus Eisenbichler e do austríaco Stefan Kraft, respectivamente prata e bronze. 

Com a vitória, Stoch, campeão olímpico Large Hill, chegou aos 963 pontos e conseguiu abrir uma pequena vantagem na liderança da Copa do Mundo nesta temporada. O alemão Richard Freitag segue em segundo com 836 pontos. Andreas Wellinger, campeão olímpico no Normal Hill, é o terceiro com 768. 

Ainda em Lahti aconteceu a prova por equipes HS 130. O time alemão foi o campeão com 1124.5 pontos, à frente da Polônia, segunda colocada, e da Noruega, terceira. Nos Jogos Olímpicos, a medalha de ouro ficou com os noruegueses. 

Ainda restam seis etapas para o fim da competição masculina. A próxima prova será em Oslo, na Noruega, em 11 de março, durante o Festival Holmenkollen. Depois, os atletas seguem na Noruega para provas em Lillehammer, dia 13, Trondheim, dia 15, e Vikersund, dia 18. Os últimos dois saltos serão em Planica, na Eslovênia. 

Kamil Stoch vence e amplia vantagem na liderança masculina (Divulgação/FIS)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.