Marcel Hirscher conquista o heptacampeonato no Esqui Alpino

Marcel Hirscher conquista o sétimo título consecutivo da Copa do Mundo de Esqui Alpino (Agence Zoom)

Ainda restam seis provas para o fim da temporada da Copa do Mundo de Esqui Alpino, mas o austríaco Marcel Hirscher já comemora o heptacampeonato da competição. Após conquistar dois ouros nos Jogos Olímpicos de PyeongChang, o atleta foi o grande nome da etapa realizada em Kranjska Gora, na Eslovênia, entre 3 e 4 de março. 

Hirscher venceu nada menos do que as duas provas realizadas no fim de semana. No slalom gigante, ele obteve 2min20seg76 e ficou à frente do norueguês Henrik Kristoffersen, prata, e do francês Alexis Pinturault, bronze. No slalom, o atleta da Áustria venceu com 1min49seg22, novamente à frente de Kristoffersen, prata, e do suíço Ramon Zenhaeusern, terceiro colocado. 


Dessa forma, Marcel Hirscher chegou aos 1494 pontos no ranking masculino da Copa do Mundo de Esqui Alpino, 289 pontos de vantagem sobre Henrik Kristoffersen, vice-líder - Aksel Svindal, da Noruega, é o terceiro com 716. Em tese, Kristoffersen ainda poderia passar o líder nas seis provas restantes, mas ele compete apenas nas provas técnicas (slalom e slalom gigante) e restam apenas duas corridas nestas disciplinas. 

A próxima etapa masculina da Copa do Mundo de Esqui Alpino será no próximo fim de semana, entre 10 e 11 de março, em Kvitfjell, na Noruega. Os atletas participarão de uma corrida de Downhill e outra de Super G. Depois, a última etapa será em Are, na Suécia, entre 14 e 18 de março. 

Mikaela Shiffrin tem 99,9% de título no feminino

Na verdade, só um desastre monumental tira o segundo Globo de Cristal da Copa do Mundo de Esqui Alpino das mãos da norte-americana Mikaela Shiffrin. Ela tem 1513 pontos e possui 561 de vantagem sobre a suíça Wendy Holdener, vice-líder do ranking feminino, e restam apenas seis provas para as mulheres nesta temporada. 

Holdener, prata no Slalom em PyeongChang, até fez sua parte no último fim de semana ao conquistar o bronze no Super G e terminar na quarta posição do Combinado em Crans-Montana, na Suíça, entre 3 e 4 de março. Contudo, foi suficiente apenas para adiar o inevitável bicampeonato de Shiffrin no esqui alpino. 

Tina Weirather, de Liechtenstein, ganhou a prova de Super G com 1min02seg17, seguida pela austríaca Anna Veith. No Combinado, a vitória foi de Federica Brignone, da Itália, com 1min46seg47 - Michelle Gisin, da Suíça, foi a segunda colocada e Petra Vlhova, da Eslováquia, completou o pódio. 

A penúltima etapa das mulheres na Copa do Mundo de Esqui Alpino será em Ofterschwang, na Alemanha, entre 9 e 10 de março, com provas de Slalom e Slalom Gigante. As últimas provas da temporada acontecem paralela à disputa masculina em Are, na Suécia, entre 14 e 18 de março. 

Federica Brignone venceu a prova do Combinado em Crans Montana (Agence Zoom)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.