Isabella Springer compete em provas de esqui alpino na Europa

Isabella Springer (Divulgação)

Mesmo sem ter conseguido a vaga olímpica no esqui alpino, a jovem Isabella Springer, 17 anos, prosseguiu com sua temporada na modalidade durante os Jogos Olímpicos de PyeongChang. A brasileira participou de três provas entre 13 e 15 de fevereiro em Abetone, na Itália, e conquistou bons resultados para sua carreira. 

O melhor resultado foi obtido na prova de Slalom Gigante no dia 15. Isabella ficou na 47ª colocação com o tempo total de 2min20seg12 e 175.54 pontos FIS - a terceira melhor marca de sua carreira. A vencedora foi a italiana Ginevra Berta, que conseguiu o tempo combinado de 2min02seg04 e 30.35 pontos FIS. 

Na outra prova de Slalom Gigante, a brasileira foi a 61ª com 2min36seg29 e 196.12 pontos FIS - Giulia Tintorri, também da Itália, foi a campeã com 2min13seg38 e 27.79 pontos FIS. Já na disputa do Slalom, a jovem atleta da CBDN foi a 29ª com 1min55seg55 e 185.01 pontos FIS. Tintorri venceu mais uma com 1min36seg60 e 43.77 pontos. 

Isabella Springer tentou até o último dia o índice olímpico B para os Jogos de PyeongChang. Ela precisava fazer cinco provas abaixo dos 140 pontos FIS para obter uma vaga. Contudo, ela está apenas em sua primeira temporada na categoria adulta - e não é fácil conseguir essas marcas logo em sua estreia entre os profissionais no esqui alpino

Mas ela se torna, desde já, favorita à vaga aos Jogos Olímpicos de 2022, quando terá apenas 21 anos e quatro anos a mais de experiência. Antes de entrar em férias, Isabella deve competir em mais duas provas em Sierra Nevada, na Espanha, entre 3 e 4 de abril. Michel Macedo, da equipe masculina de esqui alpino do Brasil, também não encerrou sua participação e deve participar de oito corridas até o fim deste mês. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.