Temporada do Esqui Alpino chega ao fim e expõe domínio de campeões

Mikaela Shiffin e Marcel Hischer com seus globos de cristal desta temporada (Agence Zoom)

A última etapa da Copa do Mundo de Esqui Alpino chegou ao fim no último fim de semana, mas a situação já estava definida bem antes. Tanto que as provas realizadas em Are, na Suécia, entre 14 e 18 de março, serviram apenas para expor o domínio que Marcel Hirscher e Mikaela Shiffrin exercem em suas categorias. 

Heptacampeão geral na disputa masculina, o austríaco Marcel Hirscher venceu a prova de Slalom Gigante com 2min13seg63, à frente do norueguês Henrik Kristoffersen, segundo, e do francês Victor Muffat-Jeandet, terceiro. Ele também era favorito ao Slalom, cancelado por conta das condições climáticas no domingo. 

Nas provas de velocidade, o austríaco Vincent Kriechmayr foi o grande destaque. Ele venceu o Super G com 49seg43, com o italiano Christof Innerhoffer em segundo e o norueguês Aksel Svindal e o alemão Thomas Dressen empatados na terceira posição. No Downhill, Kriechmayr venceu ao lado de seu compatriota Matthias Mayer, ambos com 1min20seg21 - o suíço Beat Feuz foi o terceiro com 1min20seg25. 

Dessa forma, Hirscher despede-se da temporada com 1620 pontos, o sétimo título geral da Copa do Mundo de Esqui Alpino e os Globos de Cristal nas categorias Slalom e Slalom (confira os campeões de cada disciplina abaixo). O vice-campeão da temporada foi o jovem norueguês Henrik Kristoffersen, com 1285 pontos.


Entre as mulheres, a norte-americana Mikaela Shiffrin já havia assegurado o bicampeonato da Copa do Mundo no último fim de semana, mas agora ela ratificou sua supremacia no Slalom. Ela venceu a última prova com 1min46seg42, mais de um segundo à frente da suíça Wendy Holdener, segunda, e da sueca Frida Hansdotter, campeã olímpica, terceira. A atleta dos Estados Unidos também era favorita ao Slalom Gigante, cancelado no domingo por conta do clima. 

No Super G feminino, a italiana Sofia Goggia confirmou a boa fase e venceu a prova com 1min07seg92, à frente da alemã Viktoria Rebensburg, prata, e da norte-americana Lindsey Vonn, bronze. Vonn, porém, foi a mais rápida no Downhill com 55seg65 - Goggia foi a segunda colocada e Alice McKennis, dos Estados Unidos, completou o pódio. 

Shiffrin terminou a temporada com 1773 pontos, a maior pontuação desde o título de Tina Maze em 2013. Ela também levou o quinto Globo de Cristal na categoria Slalom em sete temporadas no circuito internacional. Wendy Holdener é a vice-campeã da Copa do Mundo de Esqui Alpino com 1168 pontos e a alemã Viktoria Rebensburg é a terceira com 977. 

Por fim, na única prova por equipes da temporada, a Suécia, liderada pelos campeões olímpicos Andre Myhrer e Frida Hansdotter, levou a melhor ao derrotar a equipe francesa por 3 a 1 na bateria decisiva. A Alemanha conquistou o bronze após vencer a Áustria no critério de desempate na disputa pelo terceiro lugar. 


Confira os campeões de cada disciplina do Esqui Alpino nesta temporada: 
  • Downhill: Beat Feuz (Suíça) e Sofia Goggia (Itália)
  • Super G: Kjetil Jansrud (Noruega) e Tina Weirather (Liechtenstein)
  • Combinado: Peter Fill (Itália) e Wendy Holdener (Suíça)
  • Slalom Gigante: Marcel Hirscher (Áustria) e Viktoria Rebensburg (Alemanha)
  • Slalom: Marcel Hirscher (Áustria) e Mikaela Shiffrin (EUA)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.