Charles Hamelin encerra tabu canadense na Patinação de Pista Curta

Charles Hamelin é o campeão masculino do Mundial de Patinação Pista Curta (reprodução)

Levou 20 anos, um período interminável para um país dominante na patinação de velocidade pista curta, mas o Canadá voltou a conquistar um título do Mundial da modalidade. Charles Hamelin contou com o apoio da torcida para ser campeão masculino na disputa realizada em Montreal no último fim de semana, entre 16 e 18 de março. 

A última vez que um canadense conquistou o título do Mundial de Patinação de Pista Curta foi Marc Gagnon em 1998. Entre as mulheres, o tabu é ainda maior: Nathalie Lambert foi a campeã em 1994 e, desde então, nenhuma atleta do país norte-americano voltou a subir ao lugar mais alto do pódio. Aliás, Elise Christie em 2017 foi a única não-asiática a vencer nesse período. 

Charles Hamelin, dono de três ouros olímpicos, venceu duas provas. Nos 1000 metros, ele conseguiu 1min22seg249 na bateria decisiva, à frente do sul-coreano Hyu Jun Lim, segundo, e do holandês Sjinkie Knegt, terceiro. Depois, nos 1500 metros, ele venceu com 2min12seg982 - Lim novamente foi o segundo e Semen Elistratov, da Rússia, o terceiro. 

O canadense também foi prata no Revezamento 5 mil metros. O Canadá ficou na segunda posição, atrás apenas da Coreia do Sul, vencedora com 6min44seg267 - o Japão conquistou o bronze. Nos 500 metros, o sul-coreano Dae Heon Hwang venceu com 40seg742, à frente do chinês Ziwei Ren, segundo, e do russo Semen Elistratov, terceiro. Por fim, na superfinal dos 3 mil metros, vitória do húngaro Sandor Liu com 4min56seg515 - Hongzhi Xu, da China, ficou com a prata e Elistratov garantiu mais um bronze. 

Dessa forma, Hamelin obteve 81 pontos no total, quase o dobro do húngaro Sandor Liu, segundo colocado, que obteve 45 - Dae Heon Hwang foi o terceiro com 44. "Eu sentia a falta de duas medalhas: campeão olímpico e o título geral no Mundial. Vencer essa competição em Montreal na frente de meus amigos e familiares me deixa sem palavras", comentou o campeão. 

Entre as mulheres, por sua vez, a sul-coreana Minjeong Choi conquistou seu terceiro título mundial nas últimas quatro temporadas. Ela obteve 110 pontos no total e ficou à frente de sua compatriota Suk Hee Shim, segunda colocada com 63. Jinyu Li, da China, foi a terceira com 39. 

Minjeong Choi conquistou nada menos do que quatro vitórias nas cinco provas realizadas. Nos 500 metros, ela venceu com 42seg845, à frente da polonesa Natalia Maliszewska, segunda, e da chinesa Chunyu Qu, terceira. Nos 1500 metros, Choi foi a campeã com 2min23seg351 - Suk Hee Shim foi a segunda e a canadense Kim Boutin a terceira. 

A jovem sul-coreana também foi a mais rápida na superfinal dos 3 mil metros com 4min58seg939, deixando Jinyu Li com a prata e Lang Kim, também da Coreia do Sul, com o bronze. Por fim, nos Revezamento 3 mil metros, ela integrou a equipe de seu país que completou o percurso em 4min07seg569 - Holanda foi a segunda colocada e Canadá o terceiro. 

Minjeong Choi só foi superada nos 1000 metros, poas outra sul-coreana. Suk Hee Shim venceu com 1min29seg316, enquanto que a russa Sofia Prosvirnova ficou na segunda posição e a chinesa Jinyu Li completou o pódio. 

Essa foi a última competição da elite da patinação de velocidade pista curta nesta temporada. Ainda restam algumas corridas menores até o início de abril. Depois, a modalidade retorna em novembro de 2018 para o início de mais uma edição da Copa do Mundo. 

Minjeong Choi conquista seu terceiro título em quatro anos no Mundial (Reprodução)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.