Charles de Candolle representa o Brasil em prova de esqui montanhismo

Charles de Candolle (preto) em prova de esqui montanhismo (Reprodução)

Um mês depois de colocar o Brasil no cenário internacional do esqui montanhismo, modalidade de inverno não-olímpica, o atleat Charles de Candolle voltou a representar o país em uma competição oficial do esporte. Ele esteve presente na etapa da Copa do Mundo realizada em Nicolosi, na Itália, em 24 de fevereiro. 

Charles terminou a prova de sprint na 56ª posição com o tempo de 1min38seg24, à frente de quatro atletas. O vencedor foi o italiano Robert Antonioli com 1min10seg21, seguido pelo seu compatriota Michele Boscacci com 1min10seg40 - Kilian Burgada, da Espanha, completou o pódio. A prova aconteceu em paralelo à disputa do Campeonato Europeu. 

O esqui montanhismo (também conhecido como esqui alpinismo) é uma modalidade de neve que combina técnicas do esqui com a escalada em montanhas. O percurso tem duas fases: a primeira, ascendente, em que o atleta sobe caminhando ou esquiando, e a parte descendente, de esqui, até a linha de chegada. 

As provas são contra-relógio, ou seja, quem chegar primeiro vence. A corrida mais tradicional é por equipes, com dois ou três atletas que precisam completar juntos o percurso. Além disso, há provas individuais de longa distância e de sprint, revezamento de quatro competidores em que cada um faz um circuito, e uma corrida vertical até o topo da montanha. 

Charles de Candolle é o primeiro atleta do Brasil a competir no esqui montanhismo. Ele estreou no dia 20 de janeiro, em uma prova da Copa do Mundo da modalidade na Suíça. O esporte é regido pela IFSM (Federação Internacional de Esqui Montanhismo) e a CBDN é a responsável por conduzir a modalidade no país. 

Após duas provas da Copa do Mundo, Charles participará de corridas não-oficiais ao longo do mês de março na região dos Pireneus e no resort de Arêches-Beaufort, ambos na França. Sua última prova deve ser em Zermatt, na Suíça, em abril. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.