Boletim Hóquei no Gelo #23 - Thunder e Riveters conquistam título

Markham Thunder comemora primeiro título da Clarkson Cup (Reprodução)

Foi difícil, com placares apertados e toda emoção que uma final de campeonato merece ter. O time canadense Markham Thunder e as norte-americanas do Metropolitan Riveters são as campeãs dos principais torneios de hóquei no gelo feminino desta temporada. As finais aconteceram nesse domingo, 25 de março. 

Grande surpresa da temporada da CWHL (Liga Canadense de Hóquei feminino) após eliminar o Montreal Les Canadiennes, líder da primeira fase, o Markham Thunder conquistou o troféu da Clarkson Cup ao derrotar o time chinês Kunlun Red Star por 2 a 1 no overtime. A decisão aconteceu em Toronto, no Canadá. 

O Thunder abriu o placar ainda no primeiro período com Nicole Brown aos 8min25seg de jogo. Contudo, no fim do segundo período, Kelli Stack empatou para o Red Star (que atingiu a final da CWHL logo em sua temporada de estreia). A igualdade prosseguiu pelo terceiro período e avançou até o início da prorrogação. Até Laura Stacey concluir assistência de Nicole Kosta e garantir o primeiro título do Markham Thunder na competição. 

Já na disputa da NWHL (Liga Norte-americana de Hóquei feminino), o Metropolitan Riveters, líder da primeira fase, confirmou o favoritismo e conquistou o título inédito da Isobel Cup desta temporada. Na final, a equipe derrotou o Buffalo Beauts por 1 a 0 no confronto realizado em Newark, no estado de Nova Jersey. 


O gol da vitória saiu logo aos cinco minutos de jogo, com Alexa Gruschow após assistência de Miye D'Oench. Ela tentou uma vez e, quase caindo, aproveitou o rebote da goleira para concluir a jogada. Depois, a equipe conseguiu suportar bem a pressão nos dois períodos posteriores, sofrendo 21 chutes no gol, para garantir o troféu. "Sempre dizem que palavras não pode descrever essa emoção. Eu estou apenas em êxtase", confirmou a autora do gol do título e MVP da decisão.

As finais encerram os dois principais torneios interclubes de hóquei no gelo feminino da atualidade. Como não há Mundial de Seleções na elite do esporte em ano olímpico, as principais atletas (canadenses, norte-americanas, russas, suecas e finlandesas) entram em férias. Os demais países disputam as divisões inferiores do campeonato mundial entre abril e maio.

Metropolitan Riveters garantem título da Isobel Cup (Matthew Raney Photography)

SKA, CSKA e AK Bars avançam às finais de conferência na KHL 

Depois da definição do hóquei no gelo feminino, a próxima liga que se aproxima do final é a KHL (Liga Continental de Hóquei). CSKA, SKA e AK Bars já estão classificados às finais de conferência. Resta apenas uma vaga para definir as quatro equipes que seguem na disputa pelo título da Gagarin Cup desta temporada. 

Salavat Yulaev, segundo colocado na Conferência Leste, e Traktor, terceiro, realizam um confronto equilibrado e empatam a série semifinal em 3 a 3. Nenhuma das duas equipes conseguiu abrir duas vitórias de vantagem. O último jogo acontece ainda nesta segunda-feira, 26 de março, e quem vencer enfrenta na final da conferência o AK Bars, melhor equipe do Leste e que não teve dificuldades para derrotar o Metallurg por 4 a 1. 

Já no Oeste já está tudo definido. O SKA de São Petersburgo, melhor equipe da temporada regular da KHL, enfrentará o CSKA Moscou na decisão da conferência. Os dois times, favoritos ao título da Gagarin Cup, também avançaram de forma tranquila: o SKA venceu a série contra o Lokomotiv por 4 a 1, enquanto que o CSKA derrotou o Jokerit por 4 a 2. As finais das conferências Leste e Oeste começam ainda nesta semana, após a definição do último classificado.

Traktor (preto) e Salavat Yulaev seguem duelando por uma vaga na final da Conferência Leste (Reprodução)

Boston Bruins e Winnipeg Jets garantem vaga nos playoffs da NHL

Após Tampa Bay Lightning e Nashville Predators, mais duas franquias carimbaram suas vagas aos playoffs desta temporada da NHL (Liga Nacional de Hóquei). Boston Bruins e Winnipeg Jets, curiosamente integrantes da mesma divisão dos outros dois classificados, conseguiram os pontos necessários ao longo da última semana.

Com 104 pontos em 74 partidas (campanha de 47-17-10), o Boston Bruins segue na segunda posição da Divisão Atlântico e está apenas dois pontos atrás do Tampa Bay Lightning. Contudo, a equipe já abriu uma vantagem suficiente para conquistar uma das três posições que garantem vaga direta aos playoffs. Na verdade, a situação deste grupo está praticamente definida: o Toronto Maple Leafs, terceiro colocado, precisa de duas vitórias nos sete jogos restantes para garantir a classificação.

Já na Divisão Central, o Winnipeg Jets conseguiu cinco vitórias consecutivas, alcançando 102 pontos em 75 rodadas (42-24-9) - o suficiente para ficar entre os três primeiros no fim da temporada regular. O Nashville Predators segue na liderança do grupo com 107 pontos em 75 jogos (48-16-11) e a terceira vaga segue aberta. O Minnesota Wild é o terceiro com 93 pontos, mas o Colorado Avalanche (90 pontos) e o St. Louis Blue (89) seguem com chances.

Na Divisão Pacífico, o estreante Vegas Golden Knight precisa de apenas um ponto para garantir a vaga aos playoffs da NHL - a franquia lidera o grupo com 101 pontos em 75 jogos (47-21-7). Vice-líder, o San Jose Sharks tem sete vitórias consecutivas e precisa de mais quatro triunfos para obter a classificação sem depender de ninguém. A terceira vaga está aberta. O Anaheim Ducks é o terceiro com 91 pontos, apenas dois à frente do Los Angeles Kings.

Por fim, na Divisão Metropolitana, o equilíbrio segue entre as franquias. O Washington Capitals abriu uma pequena vantagem na liderança (95 pontos e campanha de 44-24-7) e precisa de mais três vitórias para garantir a classificação. O Pittsburgh Penguins é o segundo com 92 pontos, seguido por Columbus Blue Jackets, terceiro com 89, Philadelphia Flyers, quarto com 89, e New Jersey Devils, quinto com 86 - todos com chances de classificação.

Boston Bruins garante vaga aos playoffs (Reprodução)

Espanha conquista acesso no Mundial Feminino de Hóquei

Jogadoras da Espanha (Pedro Ros Soborg)
A seleção feminina da Espanha aproveitou o fator casa e conquistou o acesso ao Grupo A da Divisão 2 do Mundial de Hóquei no Gelo (equivale à terceira divisão). A competição aconteceu em Valdemoro, na comunidade autônoma de Madri, entre 17 e 23 de março. 

As espanholas venceram as cinco partidas e conquistaram o título de forma absoluta: 15 pontos em 15 possíveis, 29 gols marcados e apenas cinco sofridos (o melhor ataque e a melhor defesa do torneio). O time da casa derrotou Islândia (2x1), Turquia (4x1), Romênia (12x0), Taiwan (6x1) e Nova Zelândia (5x2). A seleção romena, por sua vez, perdeu todos os jogos e foi rebaixada à fase classificatória do Mundial em 2019. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.