André Cintra fica no Top 10 do Snowboardcross paralímpico

André Cintra ficou na 10ª colocação do Snowboard cross (Marcio Rodrigues/MPIX/CPB)

Atleta mais experiente da delegação brasileira nos Jogos Paralímpicos de PyeongChang, o snowboarder André Cintra estreou na madrugada dessa segunda-feira, 12 de março, e conquistou mais um bom resultado para o país no evento. O competidor conseguiu ficar no Top 10 da prova de Snowboardcross na categoria LL 1 (amputados acima do joelho). 

Na classificatória, André conseguiu o tempo final de 1min18seg72, garantindo a décima colocação entre os 13 competidores. Porém, na bateria das oitavas de final, ele não conseguiu superar o japonês Daichi Oguri e foi eliminado, terminando em 10º. A medalha de ouro ficou com o norte-americano Mike Schultz. Chris Vos, da Holanda, foi prata e Noah Elliot, também dos Estados Unidos, foi bronze. 

Em Sochi, quatro anos atrás, o brasileiro terminou na 28ª posição entre 33 competidores na estreia do Snowboard em Jogos Paralímpicos. Na ocasião, porém, não houve divisão de categorias e atletas amputados acima e abaixo do joelho competiram juntos. 

André Cintra perdeu a perna em um acidente de moto quando tinha 17 anos. Desde então, passou a praticar inúmeros esportes radicais e em 2012, mesmo sem a prótese adequada, experimentou o Snowboard no Campeonato Brasileiro Open. Nascia ali o projeto paralímpico de inverno da CBDN e do CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro). Ele foi o primeiro atleta do Brasil a conseguir o índice paralímpico e, em 2015, conquistou um bronze inédito em uma etapa da Copa do Mundo quando houve a divisão em categorias LL 1 e LL 2 (amputados abaixo do joelho). 

Após a disputa do Snowboardcross, André se prepara para a prova do Banked Slalom, categoria que faz estreia nos Jogos Paralímpicos de Inverno. O evento será na quinta-feira, dia 15, a partir das 22h30 no horário de Brasília.

Confira a prova do brasileiro André Cintra nos Jogos Paralímpicos de PyeongChang: 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.