Com três vitórias, Maren Lundby se aproxima de título no Esqui Saltos

Maren Lundby comemora mais uma vitória, a sétima em dez provas (Tami Kiuru/FIS)

Parece ser questão de tempo para a norueguesa Maren Lundby conquistar seu primeiro título da Copa do Mundo de Esqui Saltos. A jovem de 23 anos obteve três vitórias e um segundo lugar nas últimas quatro provas da disputa feminina e abre uma grande vantagem na reta final da competição. As etapas foram realizadas em Zao, no Japão, e Ljubno, na Eslovênia. 

Na montanha HS 102 em Zao, entre 19 e 21 de janeiro, Lundby teve uma campanha perfeita. Ela venceu a primeira prova com 260.9 pontos, mais de 40 pontos à frente da austríaca Chiara Hoelzl, segunda colocada - Irina Avvakumova, da Rússia, foi a terceira. Depois, na segunda disputa, a norueguesa foi a campeã com 245.9 pontos, praticamente trinta pontos de vantagem sobre a japonesa Yuki Ito, medalhista de prata - Sara Takanashi, também do Japão, foi bronze. 

Ainda na etapa japonesa aconteceu mais uma prova por equipes entre as mulheres no Esqui Saltos. Dessa vez, a seleção do Japão conseguiu fazer a festa da torcida presente nas arquibancadas e foi a campeã com 761.7 pontos no total - a Eslovênia surpreendeu e conquistou a medalha de prata, enquanto que a Rússia foi bronze. 

Depois, entre 27 e 28 de janeiro, as mulheres competiram na montanha HS 94 em Ljubno. Maren Lundby venceu a primeira prova com 256 pontos, à frente da alemã Katharina Althaus, segunda, e de Sara Takanashi, terceira. No dia seguinte, a austríaca Daniela Iraschko-Stolz encerrou a sequência de seis vitórias consecutivas da norueguesa e foi a campeã com 262.4 pontos - Lundby foi a segunda e Althaus a terceira. 

"Eu penso nos Jogos Olímpicos, mas continuo focada na competição da Copa do Mundo. Aqui em Ljubno é um ótimo lugar para saltos, com muitas pessoas assistindo. É um local especial para as mulheres que competem saltos de esqui", comentou a atleta da Noruega. 

Com sete vitórias e três segundos lugares em dez provas realizadas, Maren Lundby possui 940 pontos de 1000 possíveis e já tem 300 pontos de vantagem sobre Katharina Althaus, vice-líder (a alemã não competiu em Zao, o que explica essa distância na pontuação). Como restam apenas cinco provas para o fim da temporada, basta à norueguesa conseguir mais duas vitórias para confirmar o título. 

Disputa masculina segue equilibrada no Esqui Saltos 

Diferentemente da disputa feminina, a Copa do Mundo de Esqui Saltos entre os homens está equilibradíssima. O polonês Kamil Stoch e o alemão Richard Freitag duelam ponto a ponto pelo título da temporada. A prova realizada no último fim de semana, 27 e 28 de janeiro, em Zakopane, na Polônia, recolocou o atleta da Alemanha na liderança da competição. 

Não que Freitag tenha obtido um bom resultado na montanha HS 140: ele foi apenas o 10º e conquistou 26 pontos para o ranking. Contudo, Kamil Stoch decepcionou a torcida local e foi apenas o 38º, não conseguindo marcar pontos. A vitória foi do esloveno Anze Semenic, que conseguiu 245.6 pontos em seus dois saltos - é a primeira vitória do atleta na competição. O alemão Andreas Wellinger foi o segundo colocado e Peter Prevc, também da Eslovênia, foi o terceiro. 


Dessa forma, Richard Freitag possui 737 pontos, apenas quatro de vantagem sobre Kamil Stoch, vice-líder. Com 665 pontos e seis pódios na temporada, o alemão Andreas Wellinger é o terceiro colocado da Copa do Mundo de Esqui Saltos e também entra na disputa pelo Globo de Cristal. 

A etapa masculina em Zakopane também contou com uma prova por equipes. O time polonês, liderado por Kamil Stoch, fez a festa da torcida local e conquistou a medalha de ouro com 1092 pontos na somatória dos quatro atletas. A Alemanha conquistou a prata e a Noruega completou o pódio. 

Uma semana antes, Daniel Tande conquistou o título do Mundial Ski Flying, realizado em Oberstdorf, na Alemanha. Ele obteve 651.9 pontos na somatória dos três saltos e ficou à frente de Kamil Stoch, prata, e Richard Freitag, bronze. Se vencesse, Kamil Stoch se igualaria à Matti Nykänen, único atleta da história que conquistou o título dos cinco principais torneios de Esqui Saltos (Jogos Olímpicos, Mundial, Copa do Mundo, Four Hills e Mundial Ski Flying). A Noruega também levou a melhor na prova por equipes e foi a campeã com 1662.2 pontos. A Eslovênia ficou na segunda posição e a Polônia foi bronze. 

A Copa do Mundo de Esqui Saltos prossegue neste fim de semana, entre 2 e 4 de fevereiro, com a última etapa antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang. Os homens competem em duas provas individuais na montanha HS 145 em Willingen, na Alemanha. As mulheres participariam de provas em Hinzenbach, na Áustria, mas elas foram canceladas por conta da má condição climática.

Daniel Tande voa para o título mundial ski flying (Divulgação/FIS)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.