Michel Macedo se lesiona e é dúvida no esqui alpino em PyeongChang

Michel Macedo na Vila Olímpica antes de sofrer uma lesão durante treinamento (Christian Dawes/COB)

Uma das grandes apostas da CBDN nesta edição dos Jogos Olímpicos, o jovem Michel Macedo sofreu uma lesão após cair durante treinamento na pista de Jeongseon, em PyeongChang, e virou dúvida para a disputa dos Jogos Olímpicos de 2018. A queda aconteceu na manhã desta terça-feira, 6 de fevereiro, no horário de Brasília. 

A notícia pegou o Brasil Zero Grau, que está em trânsito até à Coreia do Sul, de surpresa. Segundo informações do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), ele sentiu dores no joelho esquerdo e precisou passar por exames no Asan Hospital ao lado de Stefano Arnhold, chefe da missão, e do médico Roberto Nahon, do Time Brasil. Foi detectada uma inflamação no joelho decorrente da queda. 

"Michel está sentindo dores, com o joelho inflamado, e precisa de repouso por pelo menos três dias. Depois disso será reavaliado, com o objetivo de retornar aos treinamentos para poder participar das suas duas últimas provas. O atleta tem boas chances de participar das provas finais", comentou Roberto Nahon. 

A delegação brasileira, em conversa com o atleta, já descartou sua participação nas provas de velocidade que ele participaria (Super G e Combinado), preservando-o para as corridas técnicas (Slalom e Slalom Gigante). Dessa forma, sua estreia passa a ser no dia 18 de fevereiro, garantindo um prazo maior de recuperação. 

"Para preservar a integridade do atleta, dando o tempo necessário para sua recuperação, já descartamos as provas de velocidade. Vamos dar tempo e trabalhar para que participe das provas técnicas", afirmou Stefano Arnhold. 

Aos 19 anos, Michel Macedo se prepara para disputar sua primeira edição olímpica de inverno tradicional. Dois anos antes ele esteve presente nos Jogos da Juventude de Inverno e surpreendeu ao conquistar um Top 15 no Super G. Michel também se notabilizou por ser um dos brasileiros mais completos do esqui alpino, com quatro dos cinco recordes nacionais na competição. 

Sua lesão, aliás, é a segunda envolvendo o Time Brasil na véspera dos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Em dezembro, a rider Isabel Clark machucou o pescoço após sofrer uma queda na etapa da Copa do Mundo de Snowboard Cross e, desde então, não competiu mais para se preservar aos Jogos Olímpicos. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.