Diário de PyeongChang #7 - Patinação Pista Curta tem déjà-vu na final

Arianna Fontana ficou com título na patinação pista curta. Prova teve choro de Elise Christie e Minjeong Choi (reprodução)

Um esporte adorado pela Coreia do Sul e com a promessa de reunir na final uma jovem de 19 anos que já possui status de ídolo local contra uma britânica que, quatro anos antes, entrou em rota de colisão justamente com torcedores sul-coreanos. Havia muita coisa em jogo na final dos 500 metros da patinação de pista curta e, quem esteve no Gangneung Ice Arena, teve emoção até o fim.

No fim, nem Minjeong Choi, campeã mundial em 2016, e nem Elise Christie, campeã do Mundial em 2017. Quem brilhou na bateria decisiva foi a italiana Arianna Fontana, que conquistou sua primeira medalha de ouro em Jogos Olímpicos após cinco tentativas. A atleta venceu a prova com 42seg569, à frente da holandesa Yara van Kerkhof, prata, e da canadense Kim Boutin, bronze.

Mas quem atraiu a atenção de toda a imprensa no local foi justamente Elise Christie. Para entender o que aconteceu, é preciso voltar quatro anos atrás. Em 2014, nos Jogos de Sochi, a britânica era apontada como uma das favoritas, mas foi desclassificada nas três provas que disputou. Não bastasse isso, torcedores sul-coreanos a ameaçaram de morte nas redes sociais por entenderem que ela causou a eliminação de Park Seung-hi nos 500 metros. 

Pois bem, o tempo passou, ela conquistou o título geral do Mundial de Patinação em Pista Curta em 2017 e até fez as pazes com a torcida da Coreia do Sul durante o treinamento realizado antes da abertura dos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Novamente como favorita, Christie deu mostras de que estava em boa forma quando quebrou o recorde olímpico nas quartas de final.

Sua principal rival era Minjeong Choi, que escapou de uma eliminação precoce nas quartas para quebrar, na sequência, o recorde olímpico na semifinal. A prova final, com cinco atletas, começou intensa, com as patinadoras brigando pelas melhores posições na pista - até que faltando duas voltas, Elise Christie desabou no rink.

"Eu treinei tanto para isso. Sinto que não caí por meus próprios erros, mas pelos erros dos outros", desabafou a atleta na zona mista. Diferentemente do usual para a patinação de pista curta, Elise Christie só havia focado e se preparado para esta disputa nos Jogos Olímpicos de Inverno, abdicando do direito de representar seu país nas outras distâncias. Resumindo: fim de linha para a atleta do Reino Unido.

Minjeong Choi, em disputa apertada, conquistou a prata no photo-finish, mas ela também acabou perdendo sua posição após sofrer uma punição por quase causar um acidente na bateria decisiva. "Havia tanta expectativa em cima de mim. Sinto que decepcionei", lamentou a jovem sul-coreana, que também chorou durante as entrevistas. Ela, porém, tem mais duas tentativas nesta edição (1000 e 1500 metros).

Os ventos, de novo, atrapalham o dia em PyeongChang

Marcel Hirscher vence prova tumultuada no esqui alpino 

Ainda que não teve cancelamento de provas nesta terça-feira, 13 de fevereiro, o Comitê Organizador de PyeongChang novamente encarou reclamações de atletas no esqui alpino (confira todos os resultados das provas abaixo). Dessa vez, os homens não gostaram das mudanças feitas no cronograma do Combinado, disputa que aconteceu em Jeongseon Alpine Center. 

No setor da largada os ventos fortes teimavam em castigar os competidores. Temerosos em adiar a prova de esqui alpino (seria o terceiro adiamento consecutivo), os diretores da prova ordenaram que a prova de Downhill fosse iniciada no portão do Super G. Isso traz uma vantagem grande aos especialistas de Slalom por conta do trajeto similar. Kjetil Jansrud foi um dos que mais reclamaram sobre isso. 

O POCOG realmente não está sabendo lidar com a questão climática nos Jogos Olímpicos. É preciso usar o bom senso para garantir a segurança de todos os atletas e torcedores e, também, permitir que as provas tenham condições iguais para todos os participantes.A tendência é que no fim de semana comece a melhorar e as provas, enfim, podem seguir sem adiamentos e reclamações. 


Curling - Duplas Mistas
Terceiro lugar: OAR 8 x 4 Noruega
Final: Canadá 10 x 3 Suíça 

Ouro: Canadá
Orata: Suíça
Bronze: OAR

Kaitlyn Lawes e John Morris são campeões olímpicos nas duplas mistas do Curling 

Esqui Alpino Combinado - Masculino
Ouro: Marcel Hirscher (Áustria) - 2min06seg52
Prata: Alexis Pinturault (França) - 2min06seg75
Bronze: Victor Muffat-Jeandet (França) - 2min07seg54

Patinação de Velocidade 1500 metros - Masculino
Ouro: Kjeld Nuis (Holanda) - 1min44seg01
Prata: Patrick Roest (Holanda) - 1min44seg86
Bronze: Min Seok Kim (Coreia do Sul) - 1min44seg93

Patinação de Pista Curta 500 metros - Feminino
Ouro: Arianna Fontana (Itália) - 42seg569
Prata: Yara van Kerkhof (Holanda) - 43seg256
Bronze: Kim Boutin (Canadá) - 43seg881

Luge individual - Feminino
Ouro: Natalie Geisenberger (Alemanha) - 3min05seg232
Prata: Dajana Eitberger (Alemanha) - 3min05seg599
Bronze: Alex Gough (Canadá) - 3min05seg644

Esqui Cross-Country Sprint Clássico - Masculino
Ouro: Johannes Klaebo (Noruega) - 3min05seg75
Prata: Federico Pellegrino (Itália) - 3min07seg09
Bronze: Alexander Bolshunov (OAR) - 3min07seg11

Esqui Cross-Country Sprint Clássico - Feminino
Ouro: Stina Nilsson (Suécia) - 3min03seg84
Prata: Maiken Falla (Noruega) - 3min06seg87
Bronze: Yulia Belorukova (OAR) - 3min07seg21

Snowboard Halfpipe - Feminino
Ouro: Chloe Kim (EUA) - 98.25 pontos
Prata: Jiayu Liu (China) - 89.75 pontos
Bronze: Arielle Gold (EUA) - 85.75 pontos

Snowboard Halfpipe - Masculino (classificatória)
Primeiro: Shaun White (EUA) - 98.50 pontos
Segundo: Scotty James (Austrália) - 96.75 pontos
Terceiro: Ayumu Hirano (Japão) - 95.25 pontos

Hóquei no Gelo - Feminino (primeira fase)
Grupo A: Canadá 4 x 1 Finlândia
Grupo A: EUA 5 x 0 OAR

Chloe Kim arrasa no halfpipe e conquista título


Ouro Prata Bronze Total
Alemanha 5 2 2 9
Holanda 4 4 2 10
Noruega 3 5 3 11
Canadá 3 4 3 10
Estados Unidos 3 1 2 6
França 2 1 2 5
Suécia 2 1 0 3
Áustria 2 0 0 2
Itália 1 1 1 3
Coreia do Sul 1 0 1 2
OAR 0 1 4 5
Japão 0 1 2 3
República Tcheca 0 1 1 2
Austrália 0 1 0 1
China 0 1 0 1
Suíça 0 1 0 1
Eslováquia 0 1 0 1
Finlândia 0 0 2 2
Cazaquistão 0 0 1 1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.