Diário de PyeongChang #2 - CAS nega apelações de atletas russos

Matthieu Reeb, secretário-geral do CAS, anunciou a decisão de negar as apelações dos atletas russos (Brasil Zero Grau)

Não foi de nenhum atleta ou treinador as palavras mais requisitadas na manhã desta sexta-feira, 9 de fevereiro, nos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Os jornalistas presentes no Main Press Center queriam ouvir de Matthieu Reeb, secretário-geral do CAS (Corte Arbitral do Esporte) o resultado do julgamento de apelação de 47 atletas russos contra o Comitê Olímpico Internacional. Pela primeira vez na Coreia do Sul, o COI conseguiu uma decisão favorável do tribunal. 

As apelações de todos os 47 atletas foram negados pelos juízes do CAS e, assim, continuam proibidos de competirem em PyeongChang. A corte entendeu que a decisão do Comitê Olímpico "não pode ser encarada como uma sanção, mas como uma medida de elegibilidade", explicou Reeb durante seu anúncio. Outros seis atletas que entraram com apelação na quinta-feira, dia 8, sequer tiveram seus pedidos analisados.

Nomes como Victor Anh, da patinação pista curta, Anton Shipulin, do Biatlo, e Sergey Ustiugov, do esqui cross-country, eram favoritos em suas provas, mas estão fora dos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Esse era o último recurso dos atletas para reverterem a punição. 

"Nós parabenizamos essa decisão, que apoia a luta contra o doping e traz clareza para todos os atletas", afirmou Mark Adams, porta-voz do COI. É a primeira vez que a entidade e o CAS conseguem entrar em um acordo nesta temporada. No início do mês, o tribunal chegou a cancelar 28 punições do COI a atletas russos nos Jogos Olímpicos de PyeongChang. 

Com um problema a menos para resolver, o Comitê Olímpico Internacional espera encerrar outra questão que tem preocupado os organizadores: a presença dos norte-coreanos nos Jogos de PyeongChang. Hoje à noite aqui na Coreia (manhã de sexta no Brasil) acontece a Cerimônia de Abertura e todos os olhos estarão voltados para o desfile unificado das duas Coreias sob a mesma bandeira.

Resumo esportivo desta sexta-feira, dia 9

Mikaël Kingsbury venceu classificatória masculina no Moguls (Reprodução)

No campo esportivo, tivemos a estreia da patinação artística no gelo com a competição por equipes. Nesta sexta-feira de manhã (sempre no horário sul-coreano) aconteceu a disputa do programa curto masculino e nos pares. Entre os homens, um festival de tombos e quedas fez com que o japonês Shoma Uno sobrasse e vencesse com 103.25 pontos. O israelense Alexei Bychenko surpreendeu e foi o segundo colocado, enquanto que o veterano canadense Patrick Chan foi o terceiro. 

Nos pares, os favoritos não decepcionaram. Os russos Evgenia Tarasova e Vladimir Morozov, que competem sob a sigla OAR, venceram a disputa com 80.92 pontos - Meagan Duhamel e Eric Radford, do Canadá, ficaram na segunda posição e os alemães Aliona Savchenko e Bruno Massot completaram o pódio. 

Na disputa por equipes, os atletas pontuam de acordo com a classificação final em cada apresentação das quatro categorias (masculino, feminino, pares e dança no gelo). O primeiro colocado tem dez pontos, o segundo ganha nove e assim por diante. No fim, o país que tiver mais pontos conquista a medalha de ouro. 

O Moguls também estreou em PyeongChang com a primeira classificatória para homens e mulheres. Dez atletas de cada gênero garantiram suas vagas à fase final. Dono de dez vitórias consecutivas e líder absoluto da Copa do Mundo masculina, Mikaël Kingsbury venceu com 86.07 pontos. No feminino, Perrine Laffont foi a campeã da eliminatória com 79.72.

Por fim, no Curling, aconteceram a terceira e quarta rodadas da primeira fase de Duplas Mistas e o equilíbrio tomou conta da disputa. Quatro países estão empatados na primeira posição com três vitórias e uma derrota: Noruega, Canadá, Suíça e OAR - não à toa quatro dos favoritos ao título. A Coreia do Sul segue surpreendendo e tem duas vitórias e duas derrotas, ocupando a quinta posição. China e, principalmente, Estados Unidos decepcionam com três derrotas em quatro jogos. Já a Finlândia é a lanterna e não tem mais chances de classificação ao perder suas quatro partidas. 

Na noite desta sexta-feira, 9 de fevereiro, teremos a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de PyeongChang - o Brasil é o 33º país a desfilar (lembrando que segue o alfabeto local, o que fará o país vir antes da Argentina, por exemplo). Já neste sábado, dia 10, teremos as primeiras medalhas em disputa, com provas no Biatlo, Esqui Cross-Country, Patinação de Velocidade, Patinação Pista Curta e Esqui Saltos. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.