Diário de PyeongChang #29 - Bobsled do Brasil estreia no 4-man

Equipe brasileira após a prova com o trenó (Brasil Zero Grau)

O ciclo olímpico foi o melhor da história e a equipe fechou os quatro treinos oficiais que disputou entre os 20 melhores, mas, na primeira descida dos Jogos Olímpicos de PyeongChang, não conseguiu render o esperado. O Bobsled brasileiro fez as duas primeiras descidas do 4-man neste sábado, 24 de fevereiro, no horário local (noite do dia 23 no Brasil) e não repetiu o bom desempenho dos treinamentos. 

A equipe, formada pelo piloto Edson Bindilatti, os pushers Edson Martins e Odirlei Pessoni e o breakman Rafael Souza, terminou na 25ª posição dentre os 29 trenó inscritos (um trenó russo não participou) com o tempo combinado de 1min39seg69, 59 centésimos atrás do norte-americano Nick Cunningham, 20º colocado. Apenas os 20 melhores trenós após a terceira descida avançam para a bateria decisiva. O alemão Francesco Friedrich, da Alemanha, é o líder parcial com 1min37seg55.

"Não sei nem de onde explicar o resultado. O push foi bom, a pilotagem foi boa, mas o trenó não andou", comentou Edson Bindilatti na zona mista após a segunda descida. "Pode ser a lâmina, pode ser a pista ter ficado lenta porque fomos um dos últimos a descer, mas agora é trabalhar e melhorar para amanhã", prosseguiu.

Verdade seja dita, a largada e, principalmente, a pilotagem brasileira não comprometeram o desempenho do país. Diferentemente das outras edições, o trenó brasileiro conseguiu seguir a linha ideal do percurso e não se chocou contra as paredes. A largada pode não ter sido a ideal, mas foi a 21ª e a 20ª nas duas descidas - marcas que deveriam ajudar a colocar o país no Top 20.

Sem explicação aparente, resta à equipe olhar para o trenó e encontrar alternativas para melhorar o desempenho na terceira descida. A missão de conseguir uma vaga entre os 20 melhores trenós dos Jogos Olímpicos ficou difícil: é preciso tirar mais de meio segundo de diferença em apenas uma descida. Contudo, a equipe brasileira promete não desistir.

"Agora é focar para amanhã, ainda estamos perto. São centésimos de segundos que separa o 20º do 25º colocado. A largada é acirrada, mas vamos tentar", afirmou Odirlei Pessoni.

A terceira e a quarta descidas da competição 4-man do Bobsled nos Jogos Olímpicos de PyeongChang acontece neste domingo, 25 de fevereiro, a partir das 9h30 no horário local (21h30 do dia 24 no horário de Brasília). É a última competição que envolve brasileiros e também é o último dia do evento. A Cerimônia de Encerramento será às 20h do dia 25 na Coreia (8h do dia 25 no Brasil). 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.