Yun vence mais uma e ameaça reinado de Dukurs no Skeleton

Sungbin Yun vence a quinta prova na temporada (IBSF/Visturs Lacis)

Octacampeão da Copa do Mundo de Skeleton, o letão Martins Dukurs está próximo de perder seu reinado na modalidade. O sul-coreano Sungbin Yun, seu principal rival neste ciclo olímpico, venceu a penúltima etapa da competição e está próximo do título da temporada. A corrida foi realizada em St. Moritz, na Suíça, entre 12 e 14 de janeiro. 

O atleta da Coreia do Sul, favorito ao ouro "em casa" nos Jogos Olímpicos de PyeongChang, conseguiu o tempo combinado de 2min14seg77, quase um segundo à frente do alemão Axel Jungk, vice-campeão da etapa suíça - Martins Dukurs foi o terceiro colocado com 2min15seg87. 

Essa foi a quinta vitória de Sungbin Yun em sete provas na temporadas e ele ainda possui dois segundos lugares. Com um desempenho quase perfeito, o atleta possui 1545 pontos e tem 115 de vantagem sobre o atleta da Letônia, vice-líder da Copa do Mundo de Skeleton. Na última prova, basta terminar entre os 14 primeiros para confirmar o título inédito da competição. 


Entre as mulheres, a vencedora da etapa em St. Moritz foi a austríaca Janine Flock com 2min19seg44. A alemã Tina Hermann foi a segunda colocada com 42 centésimos de segundos atrás. Já a canadense Elisabeth Vathje foi a terceira com 45 centésimos atrás da líder. 

O resultado não alterou as primeiras posições da disputa feminina da Copa do Mundo de Skeleton. Jacqueline Lölling, da Alemanha, possui 1403 pontos e segue em boas condições de conquistar o bicampeonato da competição. Elisabeth Vathje é a segunda colocada do ranking com 1318. 

No Bobsled, o destaque na penúltima etapa foi o conjunto do alemão Johannes Lochner no 4-man. A equipe venceu a prova com 2min08seg42 e ficou 14 centésimos à frente do compatriota Francesco Friedrich - o canadense Chris Spring foi o terceiro colocado. Com quatro vitórias na temporada, Lochner possui 1460 pontos e tem 168 pontos de vantagem sobre Friedrich. Basta terminar entre os 20 melhores na última prova para conquistar o primeiro título da Copa do Mundo de Bobsled. 

No 2-man, a dupla alemã Nico Walther e Christian Poser venceu com 2min10seg72, apenas cinco centésimos de vantagem sobre o trenó de Francesco Friedrich - Johannes Lochner completou o pódio triplo da Alemanha. No ranking da categoria na Copa do Mundo, o canadense Justin Kripps lidera com 1431 pontos e também está bem próximo do título. Friedrich é o segundo com 1279. 

No Bobsled feminino, a norte-americana Elana Meyers Taylor, atual campeã mundial, venceu sua primeira prova na temporada e embolou a disputa pelo título. A equipe conquistou a vitória com 2min15seg27, à frente dos trenós das alemãs Mariama Jamanka, prata, e Stephanie Schneider, bronze. Dessa forma, a atleta dos Estados Unidos está na segunda posição com 1391 pontos, apenas 30 atrás da canadense Kaillie Humphries. 

A última etapa desta temporada da Copa do Mundo de Bobsled e Skeleton acontecerá já no próximo fim de semana, entre 19 e 21 de janeiro, em Königssee, na Alemanha. As corridas definirão os campeões da temporada e serão as últimas antes dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, em fevereiro.

Elana Meyers Taylor e Lolo Jones vencem em St. Moritz (Viesturs Lacis/IBSF)

Cotas Olímpicas definidas

A etapa em St. Moritz também fechou o período pré-olímpico para o Bobsled e Skeleton. No total, são 30 vagas em cada disputa masculina (skeleton, 4-man e 2-man) e 20 entre as mulheres (bobsled e skeleton). Confira como ficou a distribuição das vagas após o fechamento do ranking internacional da IBSF (Federação Internacional de Bobsled e Skeleton):

  • Bobsled 2-man: Alemanha, Canadá e Estados Unidos (três trenós), Letônia, Rússia, Suíça, Áustria, China e República Tcheca (dois trenós), Polônia, França, Mônaco, Romênia, Brasil, Austrália, Reino Unido, Croácia e Coreia do Sul (um trenó) 
  • Bobsled 4-man*: Alemanha, Canadá e Estados Unidos (três trenós), Letônia, Reino Unido, Rússia, Áustria, Suíça e República Tcheca (dois trenós), França, Brasil, Itália, China, Croácia, Holanda, Romênia, Austrália e Coreia do Sul (um trenó). 
  • Bobsled feminino: Alemanha e Canadá (três trenós), Estados Unidos, Áustria, Rússia e Bélgica (dois trenós), Suíça, Reino Unido, Jamaica, Coreia do Sul, Austrália e Nigéria (um trenó cada). 
  • Skeleton masculino**Alemanha, Rússia e Canadá (três atletas), Letônia, Estados Unidos, Reino Unido, Coreia do Sul, Japão e Áustria (dois atletas), Nova Zelândia, China, Espanha, Austrália, Itália, Romênia, Ucrânia, Israel e Gana (um atleta cada) 
  • Skeleton feminino***: Canadá e Alemanha (três atletas), Reino Unido, Rússia e Estados Unidos (duas atletas), Áustria, Letônia, Bélgica, Holanda, Suíça, Austrália, Coreia do Sul e Nigéria (uma atleta cada)

* A Eslováquia teria uma vaga, mas precisou desistir da classificação por conta da suspensão de seu piloto. Cota foi distribuída para Romênia. 
** A Suíça desistiu de sua vaga e a Noruega, primeira suplente, também abdicou. Cota ficou para Israel. 
*** A Holanda tinha duas vagas, mas abdicou de uma cota e foi redistribuída para a Suíça. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.