Com ineditismo e título, Brasil confirma vagas olímpicas no Bobsled

Equipe brasileira de bobsled conseguiu duas vagas em PyeongChang (Divulgação/CBDG)

Era apenas uma questão de tempo. Nesta segunda-feira, 15 de janeiro, a IBSF (Federação Internacional de Bobsled e Skeleton) divulgou a lista oficial e o Bobsled brasileiro finalmente pôde comemorar a classificação aos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang. A equipe confirmou a vaga após participar da última etapa da Copa América da modalidade em Lake Placid, nos Estados Unidos.

Diferentemente dos outros anos, quando a vaga era confirmada com sufoco na data-limite, nesta temporada a classificação brasileira foi em grande estilo. O trenó 4-man, presente nos Jogos de 2002, 2006 e 2014, estará presente em sua quarta edição olímpica após terminar na 21ª posição do ranking internacional. Além disso, o Brasil conseguiu, pela primeira vez na história, uma cota no 2-man após a dupla de Edson Bindilatti terminar na 34ª posição.

"Foi uma temporada maravilhosa até a nossa classificação. Nosso time vem evoluindo a cada competição, melhorando tecnicamente e fisicamente. Vamos chegar aos Jogos na melhor forma, o que é muito importante. Queremos fazer uma grande resultado em PyeongChang", comentou Edson Bindilatti, piloto do 4-man e do 2-man.

Essa confiança tem explicação. Em Lake Placid, o quarteto brasileiro conquistou o título geral da Copa América 4-man desta temporada. Na penúltima prova, o Brasil conquistou o bronze com 1min51seg29, pouco mais de um segundo atrás do norte-americano Nick Cunningham. No encerramento da competição, a equipe ficou na quarta colocação com 1min51seg22 - Hunter Church, também dos Estados Unidos, foi o vencedor.

Os dois resultados, somados aos outros três pódios nas seis provas anteriores, fez a equipe de Edson Bindilatti chegar aos 798 pontos, 108 de vantagem sobre o vice-campeão Hunter Church. Essa é a segunda conquista do trenó brasileiro na Copa América - o quarteto também foi o campeão no 4-man na temporada 2015.

Já no 2-man, Edson Bindilatti e Edson Martins conquistaram a quarta posição na penúltima prova com 1min54seg75, enquanto que  Cristiano Paes e Fabio Silva terminaram em nono com 1min55seg82 - Geoffrey Gadbois, dos Estados Unidos, foi o vencedor. Por fim, na última corrida, a dupla Bindilatti/Martins ganhou o bronze com 1min58seg74. Infelizmente, Cristiano e Fabio tombaram o trenó e não completaram a descida - Gadbois venceu mais uma.

Os dois resultados garantiram à dupla de Edson Bindilatti na sétima posição com 574 pontos após as oito corridas realizadas. Cristiano e Fabio caíram para 11º com 480 e, dessa forma, não conseguiram a segunda vaga olímpica. Geoffrey Gadbois foi o campeão com 770 pontos no total. 

Com o fim da temporada normal de competições, o foco da equipe brasileira de Bobsled está em aprofundar a preparação aos Jogos Olímpicos de PyeongChang, em fevereiro. Os atletas devem passar uma semana no Brasil, mas ainda em janeiro embarcam para a Coreia do Sul e já entram na reta final de treinamentos. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.