Após três anos, Canadá vence Mundial sub-20 de Hóquei no Gelo

Jogadores do Canadá comemoram título no Mundial sub-20 de Hóquei no Gelo (Matt Zambonin HHOF/IIHF Images)

Não chegou a ser um tabu incômodo, mas que já deixava a seleção canadense de hóquei no gelo ressabiada. Após três anos, o país, principal potência da modalidade, voltou a conquistar o Mundial masculino sub-20. A competição aconteceu em Buffalo, nos Estados Unidos, entre 26 de dezembro e 5 de janeiro de 2018. 

Na decisão, o Canadá derrotou a Suécia por 3 a 1 em uma partida equilibradíssima. Dillon Dube abriu o placar para os canadenses com 1min49seg no segundo período. Onze minutos depois, Tim Soderlund empatou para os suecos. Faltando 1min40seg para o fim do jogo, Tyler Steenbergen recolocou o país norte-americano em vantagem. Por fim, 26 segundos depois, Alex Formenton aproveitou o gol vazio para sacramentar a conquista. 

"Eu perdi a noção da realidade após fazer o gol. Eu perdi as palavras. E conquistar o título com todo o público que veio até aqui nos apoiar é realmente especial", comentou Steenbergen, autor do segundo gol e que abriu caminho até o título.


A campanha canadense foi praticamente perfeita. Na primeira fase, a equipe conseguiu três vitórias (4x2 na Finlândia, 6x0 na Eslováquia e 8x0 na Dinamarca) e teve apenas uma derrota, justamente para os Estados Unidos, e terminou na segunda posição. Nas quartas, uma goleada de 8 a 2 sobre a Suíça. Na semi, outra vitória tranquila de 7 a 2 sobre a República Tcheca. 

Atual campeã e favorita ao bicampeonato por competir em casa, a seleção dos Estados Unidos teve que se contentar com o bronze após perder para os suecos na semifinal. O país derrotou a República Tcheca por 9 a 3 na disputa pelo terceiro lugar. Como consolação, o norte-americano Casey Mittelstadt foi eleito o MVP do Mundial sub-20 de 2018. Belarus, por sua vez, perdeu os dois jogos para Dinamarca no playoff do rebaixamento e caiu para o Grupo A da Divisão 1 em 2019. 

O Mundial sub-20 de Hóquei no Gelo é a principal porta de entrada para jovens atletas brilharem e conseguirem bons contratos na NHL, a liga norte-americana de hóquei. Os canadenses Ryan Nugent-Hopkins e Connor McDavid e o finlandês Teuvo Teräväinen lideraram suas equipes na competição antes de consolidarem suas carreiras nos clubes. Além disso, com os atletas da NHL de fora dos Jogos Olímpicos, o Mundial tornou-se uma alternativa para as principais seleções montarem seus times em PyeongChang. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.