Leandro Lutz participa de provas de esqui cross-country na Turquia

Leandro Lutz (Divulgação)

Mesmo sabendo que seria difícil ultrapassar Victor Santos na liderança do ranking nacional de esqui cross-country, o atleta Leandro Lutz fez uma última tentativa pela vaga olímpica nesse fim de semana, entre 19 e 21 de janeiro de 2018. O atleta da CBDN esteve presente em três provas em Erzurum/Kandilli, na Turquia. 

Na primeira, nos 10km em técnica clássica, Lutz foi o 17º colocado com 30min16seg8 e 219.55 pontos FIS - Edi Dadic, da Croácia, foi o campeão com 24min49seg5 e 43.76 pontos. Na sequência, novamente nos 10km clássico, o brasileiro foi o 20º com 30min25seg3 e 259.72 pontos FIS - Dadic conseguiu mais um ouro com 23min57seg3 e 43.76 pontos. Por fim, nos 10km em técnica livre, ele foi o 18º com 27min40seg6 e 216.65 pontos - Damir Rastic, da Sérvia, foi ouro com 22min42seg6 e 41.69 pontos. 

Leandro Lutz, um dos atletas mais experientes do Esqui Cross-Country, tentou de todas as formas conquistar a vaga olímpica na modalidade. Ele até obteve, com sobra, o índice olímpico B (menos de 300 pontos FIS em algumas prova do programa), mas não conseguiu ficar à frente de Victor Santos no ranking pré-olímpico nacional. 

Em PyeongChang, a equipe brasileira de esqui cross-country será representada pela incansável Jaqueline Mourão, cada vez mais rápida em sua carreira, e o jovem Victor Santos, que começou no esporte por meio do trabalho desenvolvido pelo Projeto Social Ski na Rua desde 2014. 

Encontro de gerações no esqui cross-country

O último fim de semana marcou o choque de gerações da equipe brasileira de esqui cross-country. O jovem Manex Silva, um dos caçulas do time, e o veterano Hélio Freitas, presente nos Jogos Olímpicos de Turim, em 2006, participaram de provas na Europa e na América do Norte entre 20 e 21 de janeiro 

Manex esteve em uma corrida de 7,5km em técnica livre em Linza, na Espanha, e terminou na segunda posição - infelizmente o comitê organizador ainda não divulgou as notas oficiais. Já Hélio competiu em duas corridas master em Minneapolis, nos Estados Unidos. Na primeira, nos 30km clássico, ele ficou na 18ª posição de sua faixa etária, com 1h47min37seg8 - o norte-americano Jhon Bauer venceu com 1h16min29seg0. Já no dia seguinte, nos 30km casa, o brasileiro foi  o 30º com 1h41min31seg7 - Aleksandr Pushkarev, da Rússia, ficou com a vitória. com 1h06min21seg1. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.