Imbatível, Sandra Näslund se aproxima de título no Esqui Cross

Sandra Näslund comemora mais uma vitória (GEPA Pictures)

Pouco cotada no Esqui Livre Cross antes de conquistar uma surpreendente medalha de ouro no Mundial da modalidade em 2017, a sueca Sandra Näslund revela, dia após dia, que vive a melhor fase de sua carreira. Em Nakiska, no Canadá, ela conquistou mais uma vitória na Copa do Mundo desta temporada e se aproxima de seu primeiro título da competição. 

A prova foi realizada no último sábado, 20 de novembro. Sandra Näslund avançou sem dificuldades à bateria decisiva e conseguiu superar as francesas Marielle Sabbatel, prata, e Alizee Baron, bronze. Foi o sexto triunfo da atleta em oito provas nesta temporada. Antes, em toda a sua carreira, ela possuía apenas duas vitórias no circuito internacional. 

Dessa forma, só um desastre tira de suas mãos o título da Copa do Mundo de Esqui Livre Cross. A atleta da Suécia possui 720 pontos no total, enquanto que a alemã Heidi Zacher é a vice-líder com 474. Com três provas para o fim da competição, basta conquistar 54 pontos para garantir seu primeiro Globo de Cristal na carreira.  

"É bom saber que o Globo de Cristal está bem próximo. É muito legal. Ganhá-lo sempre foi um grande objetivo para mim, mas não espera nesta temporada porque o principal objetivo neste ano é a disputa dos Jogos Olímpicos. Estou realmente feliz por esta ótima temporada e estou ansiosa para PyeongChang", comentou a líder e atual campeã mundial. 


Entre os homens, o experiente alemão Paul Eckert, 27 anos, surpreendeu e conquistou sua primeira vitória em Copas do Mundo na carreira. O triunfo inesperado foi tranquilo: enquanto liderava a última bateria, ele viu os outros três competidores se envolverem em um acidente e deixando o caminho livre até a linha de chegada. O austríaco Christoph Wahrstoetter foi o segundo colocado e o suíço Marc Bischofberger o terceiro. 

O resultado interferiu pouco no ranking masculino da Copa do Mundo de Esqui Livre Cross. Bischofberger segue na primeira posição, agora com 457 pontos no total e também está próximo de seu primeiro título na carreira. O francês Jean Frederic Chapuis é o vice-líder com 329 e o também suíço Alex Fiva é o terceiro com 303. 

Agora, a Copa do Mundo de Esqui Livre Cross dá uma pausa para os atletas se prepararem para a disputa dos Jogos Olímpicos de PyeongChang, em fevereiro. A competição retorna em março com as últimas três provas da temporada.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.