Brasileiros do Cross-Country paralímpico participam da Copa do Mundo

Cristian Ribera (Divulgação)

A equipe paralímpica de esqui cross-country do Brasil segue realizando os últimos ajustes antes da disputa dos Jogos Paralímpicos de Inverno de PyeongChang, em março de 2018. Ao longo desta semana, os atletas Thomaz Moraes, Cristian Ribera e Aline Rocha representaram o país na etapa de Oberried, na Alemanha, da Copa do Mundo da modalidade. 

Na categoria Standing (para amputados no braço), Thomaz Moraes teve o melhor desempenho no sprint clássico. Ele ficou na 18ª posição com o tempo de 2min47seg10 e 133.75 pontos - Grygorii Vovchynskyi, da Ucrânia, foi o campeão na bateria decisiva ao completar o percurso em 2min21seg82. 

Thomaz ainda competiu em mais duas provas. Nos 20km em técnica livre, ele foi o 12º com 53min13seg8 e 148.14 pontos - Benjamin Daviet, da França, venceu com 42min41seg4. Depois, nos 10km estilo clássico, o brasileiro foi o 20º colocado com 35min16seg5 e 199.63 pontos. Vladislav Lekomtsev, da Rússia, foi o primeiro colocado com 26min28seg1.


Já na categoria Sitting (para cadeirantes), Cristian Ribera foi o representante do Brasil nesta etapa da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country paralímpico. Seu melhor desempenho foi nos 7,5km estilo clássico ao terminar na 11ª posição com 23min54seg0 e 71.45 pontos. Aleksandr Davidovich, da Rússia, foi o campeão com 21min21seg4. 

Depois, nos 15km estilo livre, Cristian repetiu a 11ª posição com 42min51seg5 e 87.26 pontos - Ivan Golubkov, também russo, venceu com 37min25seg0. Por fim, no sprint clássico, o atleta do Brasil foi o 10º ao terminar a bateria semifinal na quinta posição com 2min06seg98 e 89.61 pontos. Golubkov conseguiu o segundo ouro com 1min50seg48. 

Entre as mulheres, Aline Rocha também participou da categoria Sitting e teve seu melhor resultado nos 5km em técnica clássica. A brasileira foi a 11ª na classificação final com 21min18seg3 e 110.43 pontos no total. Oksana Masters, dos Estados Unidos, foi a vencedora com 17min59seg6. 

Já no sprint clássico, Aline avançou à bateria semifinal, mas terminou na última colocação de seu grupo e encerrou a participação na 12ª colocação com 2min40seg84 e 119.27 pontos - Oksana Masters venceu novamente com 2min14seg17. Por fim, nos 12km em técnica livre, ela repetiu a 12ª posição com 46min11seg1 e 174.23 pontos - Masters garantiu o terceiro ouro com 35min47seg5. 

A equipe brasileira de esqui cross-country paralímpico já conseguiu quatro índices para a disputa dos Jogos de Inverno de PyeongChang, em março (além dos três citados, Fernando Aranha também já confirmou sua marca). Contudo, antes da competição paralímpica, os atletas participam de mais uma etapa da Copa do Mundo em Vuokatti, na Finlândia, entre 3 e 6 de fevereiro. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.