Boletim Curling #19 - Peter De Cruz vence Canadian Open

Peter De Cruz comemora primeiro título do Grand Slam (Reprodução)

Uma das equipes mais tradicionais do Curling na atualidade finalmente venceu uma etapa do Grand Slam. O time suíço de Peter De Cruz foi o campeão do Canadian Open, quarta prova da competição nesta temporada. O evento contou com 32 times (16 homens, 16 mulheres) e as partidas foram realizadas em Camrose, província de Alberta, no Canadá, entre 16 e 21 de janeiro. 

Na decisão, Peter De Cruz derrotou um velho rival que estava engasgado há algum tempo: o sueco Niklas Edin. Os suíços foram derrotados por Edin nas semifinais dos Mundiais de 2014 e 2017 e na decisão do Campeonato Europeu de 2015. Agora, porém, conseguiram a revanche e venceram por 5 a 3 na decisão. 

"Incrível, na verdade é inacreditável. Quando começamos a competição, nós não tivemos uma boa participação na Continental Cup. Então, a gente veio para tentar melhorar o nosso jogo e aumentar a  nossa qualidade", comentou o campeão. 


Esse é o primeiro título de Peter De Cruz em uma etapa do Grand Slam. Antes, a sua melhor participação foi atingir as quartas de final. A campanha, aliás, foi praticamente perfeita. Após perder a primeira rodada do sistema triplo knock-out no último jogo para o canadense Brad Jacobs, os suíços confirmaram a vaga aos playoffs logo na segunda rodada. Nas quartas de final, derrotou o Team Bottcher, do Canadá, e na semifinal conseguiu a revanche contra Jacobs para avançar à final. 

Além do Grand Slam, os homens tiveram dois torneios integrantes do World Curling Tour. No German Masters, realizado em Hamburgo, Alemanha, entre 19 e 21 de janeiro, o suíço Marc Pfister foi o campeão ao derrotar o escocês Kyle Smith por 4 a 3 na final. Já no WCT Moscou Classic, realizado na Rússia entre 25 e 29, o título foi do holandês Jaap van Dorp após derrotar o tcheco Lukas Klima por 5 a 2.

Chelsea Carey comemora vitória após decepções na temporada (Reprodução)

Já na disputa do Canadian Open, o time de Chelse Carey se recuperou dos últimos resultados ruins e voltou a conquistar uma etapa do Grand Slam de Curling após sete anos. A equipe, campeã canadense de 2016 e bronze em 2017, não conseguiu a vaga olímpica do Canadá e ainda perdeu a seletiva da Província de Alberta para o Scotties Tournament of Hearts, o nome dado ao campeonato canadense feminino de curling. 

"Nós ficamos desapontadas com o Alberta Scotties, mas agora estamos procurando uma vagas no wild card, então vamos usar essa conquista para conseguir", afirmou Chelsea Carey. 

Após conseguir a classificação aos playoffs na segunda rodada do sistema triplo knock-out, Carey derrotou o Team Rocque nas quartas, a sul-coreana EunJung Kim na semi e fez 10 a 5 na sua compatriota Michelle Englot na decisão. O evento contou com alguns dos principais times do mundo, como a canadense Rachel Homan, a suíça Silvia Tirinzoni e a sueca Anna Hasselborg, todas presentes nos Jogos Olímpicos de PyeongChang. 



As mulheres participaram de outro torneio no World Curling Tour: o Glynhill Ladies International em Glasgow, na Escócia. Favorita ao título e competindo em casa, a equipe de Eve Muirhead foi surpreendida e perdeu para a suíça Binia Feltscher por 8 a 1 na semifinal. Feltscher conquistou o título ao derrotar sua compatriota Elena Stern por 7 a 4 na decisão. 

Por fim, nas Duplas Mistas, a dupla escocesa Gina Aitken e Bruce Mouat conquistou o título do Gefle Mixed Doubles Cup em Gavle, na Suécia, entre 26 e 28 de janeiro. Eles derrotaram os suíços Jenny Perret e Martin Rios, favoritos ao ouro nos Jogos Olímpicos de PyeongChang, por 8 a 4 na decisão. O bronze ficou com a dupla Daniela Rupp e Kevin Wunderlin, também da Suíça, após derrotar os húngaros Ildiko Szekeres e Gyeorgy Nagy por 9 a 7 na disputa do terceiro lugar. 

Agora, o World Curling Tour dá uma pausa e retorna apenas em março para as últimas três semanas desta temporada. A exceção é a disputa de dois torneios de duplas mistas (um na Estônia e outro no Canadá) que devem acontecer entre 16 e 18 de fevereiro, logo após a final dessa modalidade nos Jogos Olímpicos de PyeongChang. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.