Atletas quebram tabu e voltam a vencer no Esqui Livre Slopestyle

Tiril Christiansen volta a vencer no slopestyle após dois anos (US Ski and Snowboard)

Dois atletas que não sentiam o gosto da vitória no esqui livre slopestyle há muito tempo conquistaram as vitórias na etapa da Copa do Mundo da modalidade realizada em Mammoth Moutain, nos Estados Unidos, entre 20 e 21 de janeiro. Foi a última competição internacional de esqui freestyle antes dos Jogos Olímpicos de PyeongChang, em fevereiro. 

Na disputa feminina, a norueguesa Tiril Sjaastad Christiansen voltou a vencer uma etapa da Copa do Mundo de Esqui Livre após quase dois anos - seu último triunfo foi em fevereiro de 2016, curiosamente na pista de Bokwang, sede dos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Ela obteve 90.60 pontos e ficou à frente da sueca Jennie-Lee Burmansson, prata, e da norte-americana Caroline Claire, bronze. 

"Os últimos dois anos foram como uma montanha-russa para mim. Fiquei fora do topo do pódio desde 2016, mas trabalhei muito desde que me machuquei e finalmente nesta semana eu pude sentir que estou forte novamente", comentou a vencedora da prova. 

Mesmo com a medalha de prata em Mammoth Mountain, Burmansson segue tranquila na liderança feminina da Copa do Mundo de Esqui Livre Slopestyle. A jovem atleta, que possui quatro pódios em cinco provas, possui 349 pontos, 133 à frente de Christiansen, nova vice-líder. Uma vitória nas duas etapas restantes já garante o título à atleta da Suécia.


Entre os homens, o canadense Teal Harle também encerrou um jejum de vitórias - ainda que em um período menor. Com 94.20 pontos em sua apresentação na final, o atleta voltou a vencer após dez meses - seu único triunfo em uma etapa da Copa do Mundo foi em Silvaplana, na Suíça, em março de 2017. O suíço Andri Ragettli foi o segundo e Evan McEachran, também do Canadá, foi o terceiro. 

A segunda colocação em Mammoth Mountain colocou Andri Ragettli na liderança masculina da Copa do Mundo de Esqui Livre Slopestyle. Ele possui 260 pontos e tem apenas 35 pontos de vantagem sobre o norueguês Oystein Braaten, antigo líder. O equilíbrio é a marca entre os homens. A diferença entre o primeiro e o quarto colocado é de apenas 72 pontos com mais duas provas a serem disputadas. 

A Copa do Mundo de Esqui Livre Slopestyle dá uma pausa e retorna apenas em março com duas provas nos dias 3 e 16. Antes, os atletas se preparam para dois dos maiores desafios da temporada: o Winter X-Games em Aspen neste fim de semana, 27 e 28 de janeiro, e os Jogos Olímpicos de Inverno em PyeongChang, em fevereiro. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.