Atletas veteranas vencem na Copa do Mundo de Esqui Alpino

Anna Veith volta a vencer na Copa do Mundo de Esqui Alpino (Agence Zoom)

A última vitória de Anna Veith no circuito da Copa do Mundo de Esqui Alpino aconteceu quando ela ainda era chamada de Anna Fenninger: março de 2015 em Meribel, na França. Nos últimos dois anos e meio, a atleta austríaca casou, sofreu uma grave lesão no joelho, se recuperou e retornou à competição na última temporada. Agora, no último dia 18 de dezembro, ela finalmente voltou ao lugar mais alto do pódio. 

Bicampeã geral da Copa do Mundo de Esqui Alpino em 2014 e 2015, e considerada uma das atletas mais completas do esporte, Anna Veith foi a mais rápida na segunda corrida do Super G em Val d'Isere, na França. Ela conseguiu o tempo de 1min05seg77 e chegou à frente da liechtensteinense Tina Weirather, prata, e da italiana Sofia Goggia, bronze. 

Na primeira corrida de Super G em Val d'Isere, a vitória ficou com outra atleta que sofreu com lesões neste ciclo olímpico. A norte-americana Lindsey Vonn, que busca chegar em sua melhor condição física nos Jogos Olímpicos de 2018, foi a campeã com 1min04seg86 - Goggia terminou na segunda posição e a norueguesa Ragnhild Mowinckel completou o pódio.


Mesmo sem competir nessas duas provas de velocidade, Mikaela Shiffrin, dos Estados Unidos, prossegue na liderança da Copa do Mundo feminina de Esqui Alpino com 521 pontos, contra 412 da alemã Viktoria Rebensburg, vice-líder. As mulheres retornam à neve nesta terça e quarta-feira, 19 e 20 de dezembro, em duas provas técnicas em Courchevel, também na França. 

Já os homens estiveram na Itália e participaram de quatro provas entre 15 e 18 de dezembro. No Super G realizado em Val Gadena/Groeden, no dia 15, a vitória foi do alemão Josef Ferstl com 1min35seg28, à frente dos austríacos Max Franz, prata, e Matthias Mayer, bronze. Já no Downhill, no dia 16, o norueguês Aksel Lund Svindal venceu com 1min57seg00 - Kjetil Jansrud, também da Noruega, foi o segundo e Franz completou o pódio. 

Depois, em Alta Badia, aconteceram duas corridas técnicas. Marcel Hirscher, da Áustria, venceu o Slalom Gigante no dia 17 com 2min25seg42 - o norueguês Henrik Kristoffersen foi o segundo e Zan Kranjec, da Eslovênia, o terceiro. Por fim, no Slalom Gigante Paralelo, a vitória ficou com o sueco Matts Olsson, que derrotou Kristoffersen na última bateria - Hirscher conquistou o bronze. 

No ranking masculino da Copa do Mundo de Esqui Alpino, a liderança segue com Henrik Kristoffersen. O jovem norueguês possui 445 pontos, mas vê a diferença diminuir para Marcel Hirscher. O austríaco - e atual hexacampeão da competição - já é o vice-líder com 434. Ele pode assumir a primeira posição ainda antes do Natal: os homens competem no Slalom em Madonna di Campiglio, também na Itália, no próximo dia 22 de dezembro.

Marcel Hirscher já se recuperou após perder as primeiras provas da temporada (Agence Zoom)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.