Tour de Ski começa sábado e deve acirrar disputa no cross-country

Sergey Ustiugov comemora o título do Tour de Ski na temporada passada (NordicFocus)

Competição tradicional no calendário do esqui cross-country, o Tour de Ski chega à 12ª edição com a promessa de consagrar novos líderes da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country desta temporada. A primeira etapa será neste sábado, 30 de dezembro, em Lenzerheide, na Suíça, e a competição seguirá pela Alemanha e Itália até o dia 6 de janeiro de 2018.

Líderes da temporada no esqui cross-country, o norueguês Johannes Klaebo e a sueca Charlotte Kalla abdicaram de participar do Tour de Ski para poderem se preparar melhor para a disputa dos Jogos Olímpicos de PyeongChang. Outros nomes de peso, como a lenda norueguesa Marit Bjørgen e a sueca Stina Nilsson, também não participarão do evento.  

"É uma avaliação do que é o melhor no total da temporada", comentou Klaebo neste site norueguês.

O fato é que desistir do Tour de Ski pode custar muito caro para a sequência da temporada. O campeão do torneio ganha 400 pontos de bonificação na Copa do Mundo de Esqui Cross-Country e o vencedor de cada etapa obtém mais 50 pontos. Resumindo: um atleta pode até 750 pontos ao fim das sete provas previstas no cronograma.

Dessa forma, quem deve se aproveitar são os concorrentes. Maurice Manificat, vice-líder do ranking masculino, é o líder da equipe francesa e busca seu primeiro título do Tour. Atual campeão, o russo Sergey Ustiugov e seu compatriota Alexander Bolshunov também são favoritos. O suíço Dario Cologna e o norueguês Martin Sundby também devem vir fortes. Entre as mulheres, a norueguesa Heidi Weng, atual campeã, sua colega de equipe Ingvild Østberg e a finlandesa Krista Pärmaköski são as três favoritas. 

História

A origem do Tour de Ski remete aos anos 1990. O norueguês Vegar Ulvang, campeão olímpico no esqui cross-country em 1992, sonhava com um torneio longo para a modalidade e que pudesse mesclar várias distâncias e os estilos livre e clássico. A sua inspiração era o tradicional Tour de France, principal competição de ciclismo em todo o mundo. Depois de se aposentar, Ulvang tornou-se diretor técnico de esqui cross-country na FIS, em 2006, e finalmente tirou seu sonho do papel ao criar o evento na Europa Central no ano seguinte. 

O início, porém, foi cheio de percalços. A Áustria e a Suíça não quiseram sediar etapas, receosas com um possível desinteresse do público neste formato. Nove Mesto, na República Tcheca, foi a cidade escolhida para a abertura, mas a falta de neve cancelou a disputa. Assim, a primeira edição teve seis provas ao invés das oito programadas e Munique correu para sediar a etapa inaugural. Mesmo assim, o Tour de Ski foi um sucesso tanto para os competidores quanto para a audiência. As incertezas que cercavam o campeonato deram lugar ao crescimento nos anos posteriores.

Calendário 2018


Diferentemente dos anos anteriores, quando quatro cidades diferentes sediavam etapas do Tour de Ski, nesta temporada os atletas terão que se deslocar para três locais. Contudo, o calendário continua com sete etapas. As três primeiras serão em Lenzerheide, na Suíça, entre 30 de dezembro e 1º de janeiro. Depois, Oberstdorf, na Alemanha, organiza mais duas provas e as últimas duas etapas serão em Val di Fiemme, na Itália. Confira o calendário completo no horário de Brasília:

Etapa 1 - Lenzerheide (Suíça) - 30 de dezembro de 2017
7h00 - Sprint em técnica livre (masculino/feminino

Etapa 2 - Lenzerheide (Suíça) - 31 de dezembro de 2017
7h30 - 15km em técnica clássica - masculino
12h00 - 10km em técnica clássica - feminino

Etapa 3 - Lenzerheide (Suíça) - 1º de janeiro de 2018
7h30 - 10km perseguição em técnica livre - feminino
12h00 - 15km perseguição em técnica livre - masculino

Etapa 4 - Oberstdorf (Alemanha) - 3 de janeiro de 2018
11h50 - Sprint em técnica clássica (masculino/feminino)

Etapa 5 - Oberstdorf (Alemanha) - 4 de janeiro de 2018
7h15 - Largada coletiva 10km em técnica livre - feminino
8h15 - Largada coletiva 15km em técnica livre - masculino 

Etapa 6 - Val di Fiemme (Itália) - 6 de janeiro de 2018
11h15 - Largada coletiva 10km em técnica clássica - feminino
12h45 - Largada coletiva 15km em técnica clássica - masculino 

Etapa 7 - Val di Fiemme (Itália) - 7 de janeiro de 2018
8h30 - 9km perseguiçãõ em técnica livre - feminino 
11h30 - 9km perseguiçãõ em técnica livre - feminino - masculino 

Curiosidades

  • Com quatro títulos seguidos entre 2010 e 2013, a polonesa Justina Kowalczyk é a maior vencedora do Tour de Ski entre as mulheres. No masculino, Dario Cologna tem três troféus (2009, 2011 e 2012).
  • Martin Sundby chegou a conquistar três títulos consecutivos entre os homens (2014, 2015 e 2016), mas um escândalo de doping tirou seu troféu em 2015. Dessa forma, o também norueguês Peter Northug Jr foi o campeão e conquistou seu único título da competição. 
  • O russo Sergey Ustiugov foi o campeão masculina na temporada passada e estabeleceu o novo recorde de vitórias consecutivas em etapas do Tour de Ski: cinco
  • Em compensação, o também russo Alexander Legkov conseguiu a proeza de conquistar o Tour de 2013 sem ter vencido uma única etapa. 
  • A Noruega domina o Tour de Ski nas últimas quatro temporadas, conquistando sete dos oito troféus entre homens e mulheres. Apenas Sergey Ustiugov em 2017 conseguiu quebrar essa barreira. 
  • Vencer o Tour de Ski é um passo importante para conquistar o título geral da Copa do Mundo de Esqui Cross-Country. Em apenas três oportunidades o vencedor não levou o Globo de Cristal no fim da temporada. 
  • Entre os homens, essa ingrata marca pertence ao tcheco Lukas Bauer (2010) e aos russos Legkov e Ustiugov (2017). No feminino, a sueca Charlotte Kalla (2008), a finlandesa Virpi Kuitunen (2009) e a polonesa Justyna Kowalczyk (2012) venceram o Tour, mas não levaram a Copa do Mundo. 
  • Kowalczyk é a mulher mais vitoriosa com 14 triunfos e 28 pódios no Tour de Ski. Peter Northug Jr detém essa marca entre os homens, com 13 vitórias e 31 pódios. 
  • O canadense Devon Kershaw e o francês Jean Marc Gaillard são os únicos atletas que participaram de, pelo menos, uma etapa do Tour de Ski nas onze edições anteriores. Contudo, Peter Northug Jr, que participou das dez primeiras temporadas, é o atleta com mais largadas (78). 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.