Richard Freitag quebra tabu e lidera Copa do Mundo de Esqui Saltos

Richard Freitag comemora a vitória no esqui saltos após quase três anos de jejum (NordicFocus)

País tradicional no Esqui Saltos, a Alemanha viu seus atletas serem meros coadjuvantes na Copa do Mundo da modalidade nas últimas duas temporadas. Contudo, a situação se inverteu neste início de temporada. Richard Freitag e Andreas Wellinger ocupam as duas primeiras posições da competição com três etapas realizadas. 

Com 26 anos e veterano da seleção alemã de esqui saltos, Richard Freitag quebrou um jejum de quase três anos sem vitória na Copa do Mundo. Ele foi o campeão da primeira prova HS 134 em Nizhny Tagil, na Rússia, com 267.5 pontos. Os noruegueses Daniel Tande e Johann Forfang terminaram com a prata e bronze, respectivamente. 

Na segunda disputa em solo russo, Freitag ainda terminou na segunda colocação, atrás apenas do seu colega de equipe Andreas Wellinger, que venceu com 275.7 pontos - o austríaco Stefan Kraft, atual campeão, completou o pódio. É a primeira vez desde 2014/2015 que o atleta alemão conquista dois pódios individuais na mesma temporada e, também de forma inédita, ele usa a camisa amarela que simboliza a liderança da competição. 

"Estou muito feliz por utilizar a camisa amarela pela primeira vez e definitivamente vou lutar para defendê-la nas próximas competições", afirmou Richard Freitag.


Antes, entre 24 e 26 de novembro, aconteceu a segunda etapa da Copa do Mundo de Esqui Saltos em Ruka, na Finlândia. Na prova individual HS 142 a vitória ficou com o esloveno Jernej Damjan, que alcançou 301.4 pontos em seus dois saltos - é sua primeira vitória desde janeiro de 2014. Forfang garantiu a prata e Wellinger foi o bronze. Na competição por equipes, o ouro foi da Noruega com 1184.2 pontos, seguida por Alemanha, prata, e Japão, bronze. Na primeira etapa, tivemos a vitória de Junshiro Kobayashi

Com três etapas já realizadas, Richard Freitag lidera a disputa masculina da Copa do Mundo de Esqui Saltos com 270 pontos. Andreas Wellinger, também da Alemanha, é o segundo com 239 e Daniel Tande, da Noruega, é o terceiro com 220. A próxima competição para os homens será em Titisee-Neustadt, na Alemanha, entre 9 e 10 de dezembro. 

Alemanha também domina Copa do Mundo feminina

Não é só entre os homens que a Alemanha lidera a Copa do Mundo de Esqui Saltos. Na disputa feminina o país também possui a líder da competição após a etapa de abertura em Lillehammer, na Noruega. Com dois ouros e uma prata, Katharina Althaus tem 280 pontos, apenas 20 de vantagem sobre a norueguesa Maren Lundby. 

As duas atletas travaram um duelo equilibrado na Noruega. Na primeira prova HS 98, Lundby foi a campeã com 271.5 pontos, enquanto que Althaus conquistou a prata com 262.2 pontos - Carina Vogt, campeã olímpica e bicampeã mundial, completou o pódio. 

Na segunda prova HS 98, Althaus deu o troco e venceu com 271.7 pontos, deixando a atleta da Noruega na segunda posição com 267.3 pontos - Yuki Ito, do Japão, foi a terceira. Por fim, na disputa HS 140 (a primeira competição large hill para mulheres), a competidora da Alemanha obteve 308.2 pontos, recorde absoluto da modalidade. Maren Lundby novamente ficou com a prata e Sara Takanashi, do Japão, ficou com o bronze. 

"Foi um excelente começo de temporada, com um segundo lugar e duas vitórias. Saltei muito bem em Lillehammer. Consegui o salto mais longo da competição e estou satisfeita com meu desempenho", afirmou Katharina Althaus, que possui apenas três vitórias em etapas de Copa do Mundo na carreira.

As mulheres retornam à Copa do Mundo de Esqui Saltos apenas nos dias 16 e 17 de dezembro, com provas individuais e por equipes na montanha HS 108 em Hinterzarten, na Alemanha. É a última competição de 2017 para as atletas.

Katharina Althaus lidera a Copa do Mundo feminina (NordicFocus)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.