Niklas Edin mantém supremacia no Campeonato Europeu de Curling

Niklas Edin comemora o sexto título europeu nas últimas nove edições (Céline Stucki/WCF)

Bronze nos Jogos Olímpicos de 2014 e dono de dois títulos mundiais, a equipe de Niklas Edin mostrou no último fim de semana porque é a melhor equipe de curling da Europa. Representando a Suécia, o time conquistou o tetracampeonato do Campeonato Europeu de Curling, principal competição entre seleções no continente. O torneio foi realizado em St. Gallen, na Suíça, entre 17 e 25 de novembro. 

Niklas Edin comanda a Suécia na competição continental desde 2009, quando ganhou seu primeiro título. Em nove temporadas, foram nada menos do que seis troféus - além  da estreia e do atual tetracampeonato (2013-2017), a equipe também foi campeã em 2012. Em 2011, ainda conquistou a prata ao perder a final para a Noruega. 

Nesta temporada do Campeonato Europeu de Curling, Niklas Edin levou a Suécia a uma campanha praticamente perfeita. Na primeira fase, foram oito vitórias e apenas uma derrota, garantindo a primeira colocação. Na semifinal, uma vitória tranquila de 8 a 3 sobre a Noruega, principal rival do país no continente. Por fim, na final, triunfo de 10 a 5 sobre a Escócia.

"Eles [Kyle Smith, equipe da Escócia, finalista] sempre jogam bem contra a gente e cada jogo é muito disputado, então essa vitória é realmente boa. Nós vamos para os Jogos Olímpicos e nós queremos jogar muito bem. Vencendo aqui coloca a nossa equipe na direção certa", comentou Niklas Edin após mais um título. 

Dona da casa, a Suíça derrotou os noruegueses na disputa do terceiro lugar e ficou com o bronze. Áustria e Eslováquia, que tiveram apenas uma vitória e oito derrotas na primeira fase, foram rebaixadas para o Grupo B em 2018. Por sua vez, a Finlândia, campeã da segunda divisão, e a Polônia, vice, conquistaram o acesso à elite no próximo ano.

Após seis anos, Eve Muirhead é campeã europeia

Se no masculino o sueco Niklas Edin segue absoluto, entre as mulheres a escocesa Eve Muirhead voltou a conquistar o título europeu após seis temporadas. As atletas da Escócia derrotaram a equipe da Suécia, até então invicta, por 6 a 3 na decisão. A seleção da Itália surpreendeu a Suíça e ficou com o bronze na disputa feminina. 

"Campeã europeia soa bem! Foi uma semana dura e nós jogamos bem. Nós trabalhamos muito durante toda a temporada e conseguir o título europeu é muito especial. Essa é minha oitava medalha consecutiva no Europeu, mas apenas uma era de ouro. Conquistar o segundo título é especial para todas nós e, agora, vamos focar nos Jogos Olímpicos", declarou a campeã. 

Bronze nos Jogos Olímpicos de 2014 e campeã mundial em 2013, Eve Muirhead comanda uma das equipes mais regulares do curling feminino. No Campeonato Europeu, por exemplo, a escocesa terminou entre as três primeiras colocadas nas últimas oito temporadas. Além disso, voltou a subir ao pódio do Mundial em 2017 após quatro anos. 

Turquia e Hungria tiveram duas vitórias e sete derrotas e foram rebaixadas ao Grupo B da disputa feminina do Campeonato Europeu de Curling. Finlândia, campeã do Grupo B, e Letônia, vice, sobem à elite da competição em 2018. 

Agora, antes do fim do ano, acontece mais uma competição entre seleções no Curling. Pilsen, na República Tcheca, recebe a disputa da repescagem olímpica, que determinará as últimas cotas da modalidade nos Jogos de Inverno de 2018. Sete equipes femininas e oito masculinas lutam por duas vagas. 

Eve Muirhead volta a conquistar o Europeu após seis anos (Richard Gray/WCF)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.