Mikaela Shiffrin "voa" em Lienz e amplia vantagem no Esqui Alpino

Mikaela Shiffrin (ao centro) comemora mais uma vitória na carreira (Agence Zoom)

Atual campeã da Copa do Mundo de Esqui Alpino, a norte-americana Mikaela Shiffrin segue "imparável" em sua caminhada rumo ao bicampeonato da competição. A atleta mais uma vez foi a destaque ao ganhar um ouro e um bronze na etapa realizada em Lienz, na Áustria, entre 28 e 29 de dezembro. 

Especialista em Slalom, categoria em que é atual campeã olímpica e tricampeã mundial, Shiffrin não deu chances às rivais na corrida realizada no dia 28 de dezembro. Com 1min43seg87, ela ficou quase um segundo à frente da suíça Wendy Holdener, segunda colocada. Frida Hansdotter, da Suécia, completou o pódio. 

No dia seguinte, na prova de Slalom Gigante, a atleta dos Estados Unidos voltou a subir ao pódio com a medalha de bronze. A vencedora foi a italiana Federica Brignone, que obteve o tempo combinado de 2min05seg52. A alemã Viktoria Rebensburg retomou a boa fase ao conquistar a medalha de prata. 

Com mais uma etapa praticamente perfeita, Mikaela Shiffrin possui 881 pontos e amplia sua vantagem na liderança da Copa do Mundo de Esqui Alpino. Agora, são 371 pontos de diferença para Rebensburg, vice-líder. Resumindo: a norte-americana já tem quatro provas à frente das rivais nesta temporada, encaminhando o bicampeonato.

Já os homens participaram de duas provas em Bormio, na Itália. No Downhill, realizado no dia 28, o italiano Dominik Paris garantiu a festa da torcida local ao vencer com 1min56seg95, à frente dos noruegueses Aksel Svindal, prata, e Kjetil Jansrud, bronze. Já no Combinado, o francês Alexis Pinturault ganhou com 2min41seg13 - Peter Fill, da Itália, foi o segundo e Jansrud repetiu o bronze. 

A etapa italiana, porém, pouco interferiu no ranking masculino da Copa do Mundo de Esqui Alpino. Marcel Hirscher, que compete apenas em provas técnicas (Slalom e Slalom Gigante), lidera com 534 pontos, 29 de vantagem sobre o norueguês Henrik Kristoffersen. Kjetil Jansrud assumiu a terceira posição com 465 pontos. 

Essas foram as últimas provas da Copa do Mundo de Esqui Alpino em 2017. Logo no dia 1º de janeiro de 2018, os 16 melhores atletas de cada gênero participam de um City Event, evento especial em formato de baterias e que acontecerá no tradicional espaço de Holmenkollen, na Noruega. Depois, entre 3 e 4 de janeiro, há uma corrida de Slalom em Zagreb, na Croácia. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.