Isabella Springer consegue melhor marca da carreira no esqui alpino

Isabella Springer (Arquivo Pessoal)

Estreante da equipe brasileira de esqui alpino, Isabella Springer corre contra o tempo para garantir o índice necessário para os Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, em fevereiro de 2018. Na última semana, a jovem de 17 anos mostrou que está no caminho certo e conseguiu a melhor marca de sua curta carreira. 

No total, Isabella participou de cinco provas na Itália. Seu melhor desempenho foram nas duas corridas de slalom gigante em Santa Caterina Valfurva. Na primeira, no dia 4 de dezembro, ela terminou na 52ª posição, com 2min13seg31 e 175.67 pontos FIS - a italiana Elisa Fornari venceu com 1min56seg46 e 33.88 pontos. Na segunda prova, no dia 5, a jovem ficou na 48ª posição com 2min21seg16 e 195.05 pontos FIS - Fornari venceu novamente com 2min00seg60 e 27.98 pontos.

Depois, Isabella Springer participou de mais duas corridas de slalom em Santa Caterina Valfurva. Na primeira prova ela foi a 65ª com 1min54seg18 e 220.60 pontos FIS - Petra Smaldore, também da Itália, foi a campeã com 1min30seg36 e 30.80 pontos. Na segunda disputa, a brasileira foi desclassificada na segunda descida - Smaldore foi a vitoriosa mais uma vez com 1min28seg25 e 33.79 pontos. 

Por fim, em Passo San Pellegrino, Isabella participou de uma corrida de slalom gigante e terminou na 47ª posição com 2min11seg66 - Nicole Petri ganhou com 1min55seg71. Os pontos FIS dessa prova não tinham sido divulgados até a publicação dessa matéria. 

Conquistar a melhor marca da carreira e quebrar a barreira dos 200 pontos FIS é um resultado que deve ser comemorado, mas Isabella Springer sabe que precisa melhorar ainda mais para garantir a classificação aos Jogos de Inverno de 2018. Para conseguir o índice olímpico B, ela precisará de, pelo menos, cinco provas abaixo dos 140 pontos FIS até 21 de janeiro de 2018. 

Na disputa masculina, Michel Macedo deu mais um passo rumo aos Jogos Olímpicos de Inverno. Líder do ranking nacional, detentor de quatro dos cinco recordes brasileiros e com o índice A garantido até o momento, o jovem brasileiro participou de quatro provas em Vail Mountain, nos Estados Unidos, entre 8 e 10 de dezembro. 

Na primeira corrida de slalom, Michel terminou na 18ª posição com 1min42seg67 e 58.38 pontos FIS - Ola Buer Johansen, da Noruega, foi o vencedor com 1min36seg77 e 14.48 pontos FIS. Na segunda prova, o brasileiro não teve tanta sorte e não completou a primeira descida - Johansen venceu mais uma com 1min33seg86 e 15.71 pontos FIS. 

Depois, no slalom gigante, o atleta da CBDN não completou a segunda descida da primeira prova e ficou de fora da classificação final - o vencedor foi Alex Leever, dos Estados Unidos, com 2min09seg23 e 17.68 pontos FIS. Por fim, na última corrida, Michel ficou na 24ª posição com 2min12seg74 e 51.49 pontos FIS - Mikkel Wahl, da Noruega, foi o campeão com 2min08seg85 e 21.90 pontos. 

A equipe brasileira de esqui alpino retorna à neve ainda nesta semana. Isabella Springer participará de duas provas de slalom gigante em Madonna di Campiglio entre 15 e 16 de dezembro e, depois, estará presente em outras duas corridas em Dienten, na Áustria, entre 18 e 19. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.