Felix Loch dispara na liderança da Copa do Mundo de Luge

Felix Loch no topo do pódio, mais uma vez (Dave Holland/FIL)

Após perder o reinado na última temporada, o alemão Felix Loch resolveu mostrar nessa temporada que ele ainda é o melhor atleta de Luge da atualidade. Competindo em Calgary, no Canadá, ele conquistou a sua terceira vitória na disputa masculina da Copa do Mundo da modalidade. As provas da quinta etapa da competição foram realizadas entre 8 e 10 de dezembro.  

Mesmo com uma largada ruim, Loch mostrou poder de recuperação nas duas descidas e conseguiu o tempo combinado de 1min28seg752, mais de três décimos à frente do canadense Samuel Edney, segundo colocado - Roman Repilov, atual campeão da Copa do Mundo de Luge, foi o terceiro colocado. 

Com as três vitórias consecutivas nesta temporada e mais dois pódios nas duas primeiras provas, Felix Loch chegou aos 455 pontos, 176 de vantagem sobre o austríaco Wolfgang Kindl, campeão mundial em 2017 e vice-líder da temporada. Ou seja, a Copa do Mundo nem chegou à metade e o atleta da Alemanha já coloca duas corridas de vantagem sobre os rivais. 

Felix Loch foi o comandante do domínio alemão na etapa canadense: o país conquistou os quatro ouros disponíveis. Na disputa feminina, Tatjana Hüfner foi a campeã com 1min33seg442, deixando Alex Gough, do Canadá, com a prata e Natalie Geisenberger, da Alemanha, com o bronze. No ranking, Hüfner também diminui a vantagem para a liderança. Agora, ela tem 400 pontos, 40 atrás de Geisenberger. 

Nas duplas, Toni Eggert e Sascha Benecken conquistaram a quarta vitória em cinco provas realizadas na Copa do Mundo de Luge. Eles conseguiram o tempo de 1min26seg875 - os austríacos Peter Penz e Georg Fischler ficaram na segunda posição e os alemães Tobias Wendl e Tobias Arlt fecharam o pódio. Dessa forma, no ranking, a dupla Eggert/Benecken possui 485 pontos dentre os 500 possíveis e tem 100 pontos de vantagem sobre Wendl/Arlt, vice-líder. 

Por fim, no revezamento, a  Alemanha conquistou o terceiro ouro consecutivo com 2min21seg146, à frente da equipe canadense, prata, e do time austríaco, bronze. Na Copa do Mundo, os alemães têm 300 pontos em 300 possíveis, 70 à frente do Canadá. 

A Copa do Mundo de Luge prossegue na América do Norte e organiza mais uma etapa antes da virada do ano. Os atletas participam da sexta prova e sétima provas (incluindo o sprint) em Lake Placid, nos Estados Unidos, entre 15 e 16 de dezembro. 


Luge Natural abre temporada em Kühtai, na Áustria

A cidade austríaca Kühtai recebeu, entre os dias 2 e 3 de dezembro, a primeira etapa da Copa do Mundo de Luge Natural (não-olímpico). A Itália conquistou dois dos três ouros em disputa. No feminino, Carla Pinggera foi a campeã com 1min04seg31, apenas três centésimos à frente da austríaca Tina Unterbergger, segunda colocada. Evelin Lanthaler, também italiana, foi bronze. 

Nas duplas, a vitória foi dos italianos Patrick Pigneter e Florian Clara com 1min06seg74, à frente dos austríacos Rupert Brueggler e Tobias Angerer, prata, e dos russos Pavel Porshnev e Ivan Lazarev, bronze. Por fim, no masculino, Thomas Kammerlander, da Áustria, foi o campeão com 1min02seg09 - os italianos Patrick Pigneter e Alex Gruber ficaram na segunda e terceira posições, respectivamente. A próxima etapa da Copa do Mundo de Luge Natural acontece em Latzfons, na Itália, entre 5 e 8 de janeiro de 2018. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.