Equipe brasileira de esqui cross-country abre a temporada olímpica

Jaqueline Mourão em foto de 2016 (Divulgação)

Após a participação do Brasil na Copa IBU de Biatlo, parte da equipe abriu a temporada no esqui cross-country nos últimos dois fins de semana. Enquanto Jaqueline Mourão participava de provas nos Estados Unidos, grande parte da delegação brasileira esteve presente em Santa Caterina Valfurva, na Itália. 

Principal atleta brasileira, Jaqueline Mourão participou de três provas em Rendezvous Ski Trails. No dia 25 de novembro, ela esteve presente nos 5km em técnica livre e terminou na 17ª posição, com 13min15seg0 e 122.12 pontos FIS. A norte-americana Caitlin Gregg foi a campeã com 12min01seg0 e 41.11 pontos FIS. 

Na semana seguinte, Jaqueline voltou a competir no resort norte-americano. No sprint técnica livre, a brasileira foi a 23ª na classificação, com o tempo de 3min08seg07 e 198.68 pontos FIS, e 30ª colocada após as baterias decisivas - Anne Hart, dos Estados Unidos, foi a vencedora. Por fim, nos 10km estilo clássico em largada coletiva, Jaqueline não conseguiu completar a corrida. Hedda Baangman venceu com 30min24seg8 e 39.76 pontos FIS. 

"Começamos bem a temporada no dia 25. Foi-se o tempo que meus resultados eram olhados de baixo para cima da lista. Terminei a prova a poucos segundos de atletas que treinam em centros nacionais norte-americanos. A temporada começou e com o pé direito", vibrou Jaqueline. 

O restante da equipe feminina esteve em Santa Caterina Valfurva, na Itália. Mirlene Picin foi a única que participou das três provas. No sprint livre, ela ficou na 61ª posição, com 463.42 pontos FIS (Aurore Jean, da França, foi a vencedora). Depois, nos 10km em técnica livre, a brasileira foi a 46ª com 34min14seg9 e 250.36 pontos FIS - Anouk Picon, da França, venceu com 27min06seg3 e 39.53 pontos FIS. Por fim, na prova de perseguição 7,5km em técnica clássica, Mirlene ficou na 31ª posição, com 32min37seg5 e 496.83 pontos FIS. 

Bruna Moura participou apenas da prova de sprint livre e ficou na 57ª colocação, com 297.65 pontos FIS. Gabriela Neres, por sua vez, competiu apenas nos 10km em técnica livre e ficou na 51ª posição, com o tempo total de 35min37seg5 e 291 pontos FIS. 

Equipe masculina tem estreante em grande estilo

Além da equipe feminina, cinco atletas do time masculino de esqui cross-country do Brasil também competiram em Santa Caterina Valfurva. O destaque é a estreia do jovem Matheus Vasconcellos, 17 anos. Natural de Nova Iguaçu, ele mora em Seefeld, na Áustria, e fez suas primeiras provas pelo Brasil e conquistou, logo de cara, os melhores resultados do país no resort italiano. 

Na prova de sprint livre, Matheus ficou na 92ª colocação com 241.20 pontos FIS. Victor Santos, líder do ranking nacional e favorito à vaga olímpica em 2018, foi o 116º com 345.88 pontos. Lucas Lima, também do time júnior, foi o 120º com 396.93 pontos. Fabrizio Bourguignon ficou em 122º com 458.65 pontos e Leandro Lutz fechou a lista em 123º e 501.15 pontos FIS. Richard Leupold, da Alemanha, foi o campeão dessa prova. 

Depois, nos 10km estilo livre da categoria júnior, Matheus Vasconcellos terminou na 99ª colocação com 29min33seg4 e 200.76 pontos FIS. Já Lucas Lima foi o 109º com 30min50seg4 e 242.08 pontos - o alemão Florian Knopf venceu com 24min50seg8 e 49.11 pontos. Depois, na disputa de perseguição 10km estilo clássico, Lucas foi o melhor brasileiro ao terminar em 90º com 33min13seg8 e 413.06 pontos FIS. Matheus foi o 95º com 35min29seg2 e 518.93 pontos. Albert Kuchler, também da Alemanha, foi o campeão com 25min34seg7. 

Já na competição adulta, Leandro Lutz foi o melhor brasileiro nos 15km estilo livre ao terminar na 93ª colocação com o tempo de 53min57seg6 e 295.04 pontos FIS. Fabrizio Bourguignon foi o 95º com 59min04seg3 e 396.35 pontos, enquanto que Victor Santos foi desclassificado. Denis Spitsov, da Rússia, foi o vencedor com 40min21seg8 e 25.55 pontos FIS. Já na prova de perseguição 10km estilo clássico, Lutz foi o único atleta do Brasil presente e terminou na 61ª posição com 34min44seg3 e 497.99 pontos FIS - Spitsov venceu novamente com 25min01seg7 e 32.44 pontos. 

O Brasil volta à neve no esqui cross-country no próximo fim de semana, entre 9 e 10 de dezembro. Jaqueline Mourão e Leila Mostaço participam de provas em Sovereign Lake Nordic Centre, no Canadá. No mesmo período, parte da equipe presente na Europa participará da segunda etapa da Copa IBU de Biatlo e da etapa de abertura da Copa IBU Júnior. 

Rollerski tem prova inédita na Colômbia 

Inspirado no exemplo brasileiro, a Colômbia organizou a sua primeira competição oficial de rollerski no último fim de semana, entre 30 de novembro e 3 de dezembro. Paulo Santos foi o representante da CBDN na competição e voltou de lá com duas medalhas de ouro e duas de prata nas quatro provas realizadas. 

O brasileiro foi o campeão nos 10km em técnica clássica (33min48seg9 e 237.83 pontos FIS) e também nos 2,5km em técnica clássica (10min28seg4 e 218.87 pontos FIS). Paulo foi prata nos 10km e nos 2,5km em técnica livre, atrás apenas do chileno Yonathan Fernandez, que deverá estar presente nos Jogos Olímpicos de PyeongChang.

Já na última etapa do Circuito Brasileiro de Rollerski, realizada no Pico do Jaraguá no último dia 17 de novembro, Lucas Lima foi o vencedor, seguido por Yuri Rocha, prata, e Lucas Martins, bronze. Os principais atletas de esqui cross-country do Brasil não participaram da corrida porque já estavam na Europa para realizarem os treinamentos na neve. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.