Lendas do Inverno #8 - Lydia Lassila

Lydia Lassila (Reprodução)

A australiana Lydia Lassila sempre está pronta para superar desafios. Aos 16 anos, quando era atleta de elite da ginástica artística, resolveu trocar de esporte e passou a fazer parte do esqui livre aerials. Oito anos depois, já consagrada na nova modalidade e em sua segunda participação olímpica, rompeu o ligamento do joelho nos Jogos de Inverno de 2006 - e dessa experiência ela criou a empresa BodyIce, que vende produtos que aceleram a recuperação de lesões musculares. 

Em 2010, recuperada de lesão, Lydia conquistou a medalha de ouro em Vancouver. Em 2014, já com o primeiro filho (Kai) na torcida, ganhou o bronze. Decidiu se aposentar e foi mãe pela segunda vez com Alek. Mas a saudade da adrenalina do esqui aerials bateu forte: a australiana retornou na temporada passada e conquistou três vitórias na Copa do Mundo da modalidade. 

Prestes a completar 36 anos, filha de um cipriota e uma italiana e natural de Melbourne, na Austrália, Lydia Lassila está pronta para sua quinta edição dos Jogos Olímpicos - mais confiante do que nunca. Ela concedeu uma entrevista exclusiva ao Brasil Zero Grau na seção "Lendas do Inverno". Confira: 

Quais são os seus objetivos na temporada? Como está sendo a preparação para a temporada olímpica?
Em um ano olímpico, os Jogos Olímpicos têm uma prioridade maior do que qualquer outro evento na temporada e eu espero conquistar um pódio novamente. Isso realmente seria fantástico. Minha preparação está boa - é bom o desafio de se equilibrar a vida entre atleta, mãe e empresária. Mas de alguma forma eu consigo administrar! 

Essa será sua quinta edição olímpica. Quais desafios você espera encontrar agora? Por quê?
Eu sinto que hoje não tenho mais o mesmo tempo que eu tinha no passado para treinar e me preparar. Portanto, eu preciso confiar na minha experiência para atingir meus objetivos. 

Você conquistou um ouro e um bronze nas últimas duas edições dos Jogos Olímpicos. Esse desempenho é uma motivação para você? Por quê?
Sem dúvida! Eu tento extrair muita energia de experiências passadas - principalmente os grandes desempenhos. Saber que eu consigo conquistar bons resultados sob pressão é muito reconfortante para mim.

Lydia Lassila no salto que garantiu o bronze em Sochi (Divulgação)

Após Sochi, você ficou afastada do esqui aerials por dois anos. Por que você se afastou e o que a fez retornar ao circuito? 
Eu queria ter um segundo filho e fazer uma transição tranquila para uma vida fora do esporte. Contudo, após alguns anos, eu realmente comecei a sentir falta de ser uma atleta. Eu tinha saudade dos sentimentos que o esqui aerials me proporcionava e foi o que fez eu retornar na temporada passada. 

Na última temporada você conquistou três etapas da Copa do Mundo. Acredita que é possível conquistar sua terceira medalha olímpica? Por quê?
Eu acredito que posso conquistar. Embora eu não esteja executando os saltos mais difíceis ou treinando mais do que as outras competidores, eu ainda sei que sou uma das melhores atletas do esqui aerials. Eu acredito nisso - e é tudo o que preciso.

Austrália tem duas medalhas de ouro no esqui aerials feminino e, além de você, tem Danielle Scott como favorita em PyeongChang. O que explica o sucesso australiano nesse esporte?
Nós temos tido sucesso no esqui aerials há muito tempo - antes de mim ou da Danielle. Nós sempre tivemos atletas excepcionais que inspiraram as gerações futuras em melhorarem ainda mais. O sucesso atrai sucesso. 

Você era atleta de ginástica artística. Acredita que essa experiência esportiva ajudou você a conquistar bons resultados no aerials? Por quê?
Sim, a ginástica me deu um grande conjunto de habilidade. Ela tem a técnica perfeita para o esqui aerials: acrobacia, balanço, consciência aérea, disciplina e ética! 

Quais são os seus planos após os Jogos Olímpicos de PyeongChang? Será sua última Olimpíada?
Sim, será minha quinta e última edição dos Jogos Olímpicos. Eu estou ansiosa pela aposentadoria e acredito que finalmente estou pronta para isso. Eu tenho muita coisa para tomar conta: minha família, minha casa, meus negócios e novas oportunidades emocionantes!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.