Brasil conquista 12 medalhas no Sul-americano Aberto de Patinação

Parte da delegação brasileira presente em Quito (Reprodução/Facebook)

No primeiro fim de semana de novembro, entre os dias 2 e 5, a cidade de Quito, no Equador, recebeu 320 atletas de sete países latino-americanos para a disputa da terceira edição do Sul-americano Aberto de Patinação Artística no Gelo. As apresentações aconteceram no Palacio del Hielo, um dos principais espaços de patinação no país. 

Apontada pela imprensa local como uma das favoritas ao título da competição, a delegação brasileira mostrou no gelo do que suas atletas são capazes. O Brasil conquistou 12 medalhas, sendo oito de ouro, duas pratas e dois bronzes. A lista das medalhistas está disponível abaixo (e foi divulgada inicialmente pelo excelente blog Patina Brasil no Facebook). 

Na competição geral, o Equador aproveitou o fator casa e o número maior de representantes para conquistar o título nos níveis médios e avançados. O Peru, por sua vez, foi o campeão no nível básico. Além de atletas equatorianos, peruanos e brasileiros, o Sul-americano Aberto de Patinação teve a presença de atletas do Chile, Argentina, Venezuela e México (país convidado pela organização). 

O Sul-americano aberto de Patinação não é federativo e não possui vínculo com a ISU (União Internacional de Patinação). Dessa forma, os países não são representados por suas federações locais, mas sim por equipes independentes. Para ser reconhecido pela entidade máxima do esporte, a competição teria que seguir algumas regras, como pista de patinação com tamanho mínimo de 56x26 metros, países filiados à entidade, sistema de pontuação IJS e divisão de categorias de acordo com a ISU. 

Essa foi a terceira edição do Sul-americano Aberto de Patinação Artística. A competição nasceu em 2015 por iniciativa dos treinadores do continente, que desejavam criar um evento que estimulasse o intercâmbio na região. A primeira edição foi em Buenos Aires e, no ano passado, aconteceu em Lima, no Peru. 

Além do bom desempenho no rink de patinação, o Brasil conseguiu uma boa notícia nos bastidores. Após uma disputa com Santiago, capital do Chile, a delegação ganhou o direito de sediar a quarta edição do Sul-americano Aberto de Patinação de 2018. As apresentações acontecerão na pista de gelo do Rio de Janeiro. 

Confira as medalhistas do Brasil na terceira edição do Sul-americano Aberto de Patinação: 

Medalhas de Ouro
Ana Beatriz Torres - básico 6
Elaine Prado - FS3
Tatiana Lopes - No Test
Bettina Cunha - Pre-preliminary
Jaqueline Pastusiak - Pre-preliminary adulto
Elaine Prado - Preliminary Cadetes ShowCase
Sophia Duchemin - Pre-juvenile menores
Simone Pastusiak - Intermediate Adulto

Medalhas de Prata
Daniela Schirmer - Básico 4
Giovana Prudente Buccino - FS2

Medalhas de Bronze
Isabela de Mattos Sillero - Básico 6
Ana Carla Decottignies - Preliminary Cadetes 1

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.