Bobsled brasileiro inicia busca pela vaga olímpica em PyeongChang

Equipe brasileira masculina de bobsled (Divulgação/CBDG)

A seleção brasileira de Bobsled inicia neste fim de semana, a partir do dia 4 de novembro, a caminhada para conseguir mais uma classificação aos Jogos Olímpicos de Inverno. A equipe participa da primeira etapa da Copa América da modalidade em Whistler, na região de Vancouver, no Canadá. As provas terminam na terça-feira, dia 7. 

O Brasil estará presente tanto na disputa masculina (2-man e 4-man) quanto no feminino (duplas). O objetivo é somar o maior número de pontos possível para conseguir a vaga aos Jogos Olímpicos de PyeongChang, em fevereiro de 2018. Pela primeira vez o país tem chances de se classificar nas três categorias.

"A expectativa nossa é muito grande para a qualificação olímpica. Depois de Whistler, vamos para Calgary (Canadá) e Park City (EUA). Passadas essas três competições, a gente espera já estar praticamente classificado para os Jogos Olímpicos. Contamos com a torcida de todos no Brasil", afirmou Edson Bindilatti, piloto masculino do trenó brasileiro.

A situação mais confortável no ranking internacional é do quarteto masculino. O trenó brasileiro ocupa a 17ª colocação - a melhor posição da história do país no bobsled. Além disso, os brasileiros têm chances reais de classificação na dupla masculina, que seria algo inédito, e também na dupla feminina. O período de classificação aos Jogos de PyeongChang fecha em 14 de janeiro de 2018. 

Sob o comando do técnico José Eduardo Moraes, que coordenou o trabalho físico desenvolvido no NAR (Núcleo de Alto Rendimento), a equipe brasileira de Bobsled tem nove atletas (seis homens e três mulheres). São eles: Edson Bindilatti, Edson Martins, Odirlei Pessoni, Rafael Souza, Erick Vianna, Denis Parreiras, Sally Mayara, Jacqueline Silva e Thamara Rangel. 

O bobsled brasileiro já esteve presente em três edições dos Jogos Olímpicos de Inverno. O quarteto masculino estreou em 2002, nos Jogos Olímpicos de Salt Lake City, e também competiu em Turim (Itália), nos Jogos de 2006. Nos Jogos de Sochi (Rússia), em 2014, o Brasil esteve presente com o quarteto masculino e com a dupla feminina.

Como funciona o sistema de classificação olímpica do Bobsled

Na disputa masculina são 30 vagas olímpicas no Bobsled em cada uma das categorias. As cotas são definidas da seguinte maneira: os três países com os três melhores trenós no ranking internacional garantem três vagas; as seis nações com os dois melhores trenós na classificação garantem duas cotas; e os seis países subsequentes garantem apenas uma vaga.

No feminino, são 20 vagas olímpicas e o critério é semelhante: os dois países com os três melhores trenós garantem três cotas; os quatro países com os dois melhores conjuntos ganham duas vagas e os seis países na sequência do ranking ganham uma cota.

Calendário do Bobsled Brasileiro nesta temporada olímpica (horários de Brasília)

Copa América – Provas 1 e 2 – Whistler (Canadá)
4/11 – 20h30 – 2-man e Feminino
5/11 – 20h30 – 2-man e Feminino
6/11 – 15h00 – 4-man
7/11 – 15h00 – 4-man

Copa América – Provas 3 e 4 – Calgary (Canadá)
14/11 – 16h00 – 2-man e Feminino
15/11 – 16h00 – 2-man e Feminino
16/11 – 16h00 – 4-man
17/11 – 16h00 – 4-man

Copa América – Provas 5 e 6 – Park City (EUA)
28/11 – 17h30 – 2-man e Feminino
29/11 – 17h30 – 2-man e Feminino
30/11 – 14h00 – 4-man
01/12 – 14h00 – 4-man

Copa América – Provas 7 e 8 – Lake Placid (EUA)
11/01 – 15h30 – 2-man e Feminino
12/01 – 15h30 – 2-man e Feminino
13/01 – 15h30 – 4-man
14/01 – 11h00 – 4-man

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.