Ex-presidente da CBDG é responsável por delação contra Nuzman

Eric Maleson, ex-presidente da CBDG, foi o delator da denúncia contra Nuzman (Reprodução)

No tsunami de escândalos que aconteceram no Brasil nessa terça-feira, 5 de setembro, um deles ganhou destaque por envolver os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. A operação Unfair Play, desdobramento da Operação Lava-Jato, realizou mandados de busca e apreensão na sede do COB e na casa de Carlos Arthur Nuzman, presidente da entidade. 

A investigação foi um pedido do Ministério Público Francês, que encontrou indícios de corrupção na candidatura brasileira durante averiguação de casos de doping no atletismo. Porém, a denúncia contou com a colaboração de um ex-atleta olímpico de inverno do Brasil: Eric Maleson, fundador e ex-presidente da CBDG. 

A acusação? De acordo com a Polícia Federal e o Ministério Público, após denúncia de Maleson, Nuzman seria a ligação entre políticos e integrantes do COI em um esquema de compra de votos, com dinheiro público, para garantir a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão na sede do COB e na casa de Carlos Arthur Nuzman, que se apresentou para depor na Polícia Federal. A denúncia ainda envolve Arthur César de Menezes Soares, o ex-governador Sérgio Cabral e o senegalês Lamine Diack, ex-presidente da IAAF (Federação Internacional de Atletismo). O caso completo você pode conferir nesta reportagem do El País

Quanto a Eric Maleson, a denúncia rememora a crise administrativa que a CBDG enfrentou entre 2011 e 2013. Fundador da entidade e piloto da equipe de bobsled nos Jogos Olímpicos de 2002, Eric foi afastado da presidência pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro no fim de 2012 após ação de um grupo de atletas e ex-atletas de gelo do país. Entre as acusações estavam gestão temerária, desvio de verbas e fraude de documentos - ele sempre negou. 

Após esse período turbulento, a CBDG não só retomou seus esportes como conseguiu crescer. Os esportes de gelo estiveram presentes nos Jogos Olímpicos de 2014 com uma delegação recorde e conquistaram feitos importantes neste ciclo olímpico de 2018, com destaque para patinação artística, curling, hóquei no gelo e bobsled. 

Não tenho muito o que acrescentar sobre esse caso. O UOL e o Globoesporte.com, por exemplo, fizeram entrevistas com Eric Maleson em que ele detalha o assunto e defende-se das acusações. Agora, é aguardar os desdobramentos e ver os que lesaram o erário público e o esporte brasileiro sejam julgados e punidos dentro da lei. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.