Hóquei inline brasileiro é Top 15 no World Roller Games

Atleta da seleção brasileira em ação no World Roller Games, em Barcelona (Reprodução)

Em julho, a seleção brasileira de hóquei inline retornou ao Mundial IIHF da modalidade após três anos. Agora, em setembro, a equipe marcou presença na primeira edição do World Roller Games, realizado pela FIRS e considerado os "Jogos Olímpicos sobre rodas". A competição aconteceu em Nanjing, na China, entre 27 de agosto e 10 de setembro. 

Novamente na elite do hóquei inline, o Brasil terminou na 15ª colocação na classificação geral, à frente de outras cinco seleções. A França ficou com o título após derrotar a Itália por 3 a 2 na decisão. A medalha de bronze ficou com a seleção da República Tcheca, que derrotou o Canadá por 5 a 0 na disputa do terceiro lugar. 

Na primeira fase do World Roller Games, a seleção obteve três pontos, com uma vitória por WO sobre Hong Kong, um empate em 1 a 1 com a Colômbia e uma derrota de 9 a 1 para a Espanha. A campanha foi idêntica ao rival sul-americano, mas os colombianos levaram vantagem no saldo de gols.



Dessa forma, restou ao Brasil a disputa da 9ª à 16ª posição na classificação final. O início foi animador, com vitória de 10 a 0 sobre Macau. Contudo, derrotas para a Argentina (2 a 0) e Japão (5 a 0) fizeram os brasileiros decidirem a 15ª posição contra a China, derrotada por 4 a 3 na despedida do hóquei inline do evento. 

O fim do World Roller Games também representa o ponto final do projeto iniciado por Xande Guilardi e Luiz Fernando, atletas da seleção brasileira, em abril de 2016. Eles criaram uma equipe permanente e reuniram mais de 40 competidores em diversos treinamentos para montar uma equipe forte tanto para o Mundial Inline da IIHF quanto para o Mundial da FIRS. 

Agora, os brasileiros voltam suas atenções para as competições nacionais de hóquei. A Liga Brasileira de Hóquei inicia a pós-temporada neste fim de semana, entre 16 e 17 de setembro. Em outubro deve acontecer a Divisão 2 do Campeonato Brasileiro organizado pela CBHP. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.