Boletim Hóquei no Gelo #1 - CSKA lidera temporada regular da KHL

Desde sua criação, em outubro de 2012, o Brasil Zero Grau se destacou por acompanhar os principais eventos de esportes de inverno, como Jogos Olímpicos, Mundiais e etapas de Copa do Mundo. Isso permitiu que o site acompanhasse, em modalidades individuais, praticamente todos os passos dos principais atletas de cada um desses esportes. 

Contudo, o mesmo não pode ser dito para o hóquei no gelo. Acompanhar os Mundiais possibilita uma visão apenas parcial do esporte, pois a maioria de seus atletas sequer participa desses eventos. Para isso, faz-se necessário acompanhar as principais competições interclubes - algo que nunca foi feito devido à falta de tempo e ao calendário apertado de jogos dessas ligas. 

A partir desta semana, o Brasil Zero Grau pretende trazer um boletim semanal com os principais resultados, informações e destaques das principais ligas de hóquei no gelo em todo o mundo. Dessa forma, esperamos preencher essa lacuna e acompanhar de perto um dos esportes mais fascinantes e importantes do programa olímpico. 

KHL

CSKA lidera KHL (Reprodução)
A Kontinental Hockey League (KHL) completou no último domingo, 3 de setembro, duas semanas de disputa da temporada 2017/2018 e dois favoritos ao título começaram bem suas caminhadas. O CSKA Moscou e o SKA de São Petersburgo estão empatados na liderança da Conferência Oeste e possuem a melhor campanha da fase regular até o momento. 

O SKA, atual campeão da Copa Gagarin, leva uma pequena vantagem por ter um jogo a menos e por ter derrotado o rival na primeira rodada por 4 a 2. Até agora, a equipe fez cinco jogos, com três vitórias no tempo normal e outras duas no shootout. O CSKA, que fez a melhor campanha na fase regular nas últimas três temporadas, precisou de seis partidas para somar 13 pontos, conquistando três vitórias no tempo normal, uma no overtime e outra no shootout. 

Campeão das duas primeiras temporadas, o AK Bars, de Kazan, lidera a Conferência Leste. Em cinco rodadas, a equipe obteve quatro vitórias e apenas uma derrota (para o HC Sochi no último sábado, 2 de setembro, por 5 a 0). A vice-liderança da chave é do time chinês Kunlun Red Star, que fez dez pontos em três vitórias no tempo normal e um triunfo nos shootouts em seis jogos até o momento. 

Segunda maior liga de hóquei no gelo em todo o mundo, a KHL segue o mesmo regulamento da NHL. Os 27 times desta temporada se enfrentam ao longo da temporada regular e os oito melhores de cada conferência avançam aos playoffs. A partir daí começa a Copa Gagarin em eliminatórias de até sete partidas. Os campeões das conferências decidem o título. Para conferir mais detalhes, clique aqui

Champions League

Tappara lidera Champions League (Mika Kylmäniemi)
Com quatro das seis rodadas da primeira fase já realizadas, a Champions Hockey League definiu cinco dos 16 times classificados às oitavas de final desta temporada. A competição segue os mesmos moldes do torneio de futebol, com 32 equipes divididas em oito grupos na primeira, com os dois melhores avançando à eliminatória. 

O Grupo G é o único que já está decidido. Red Bull Munique, da Alemanha, e Brynäs, da Suécia, já estão classificados - resta apenas determinar o primeiro colocado - HIFK, da Finlândia, e ComArch Cracóvia, da Polônia, já estão eliminados. 

Atual bicampeão do torneio, o Frölunda, da Suécia, garantiu vaga às oitavas de final ao somar 11 de 12 pontos possíveis no Grupo H. No Grupo B, o Kometa Brno, da República Tcheca, possui dez pontos e não pode ser alcançado pelo terceiro colocado. Já o Tappara, da Finlândia, é o dono da melhor campanha até o momento, com quatro vitórias e liderança do Grupo A, e também está garantido nas oitavas de final. 

Os últimos dois jogos da primeira fase da Champions Hockey League acontecem entre 3 e 11 de outubro e definirão os demais classificados. Os resultados de todas as partidas, informações e tabela completa podem ser vistos aqui



Hóquei feminino

A temporada do hóquei no gelo feminino vai começar apenas em outubro com as duas ligas principais, mas esse fim de semana reservou uma notícia especial para as mulheres que praticam o esporte. A CWHL (Canadian Women's Hockey League), a mais antiga competição para mulheres, finalmente vai pagar um salário às jogadoras das sete equipes participantes. 

"É fantástico e histórico para nós. Nós sempre mantivemos como meta o pagamento às nossas jogadoras e conseguimos criar um plano estratégico que nos permitiu começar já nesta temporada", afirmou Brenda Andress, comissária da Liga. Os valores variam entre US$ 2 mil e US$ 10 mil, dependendo da experiência de cada atleta. 

A CWHL é a principal liga interclubes de hóquei no gelo feminino. Criada em 2007, atualmente conta com sete equipes: quatro do Canadá (Calgary Inferno, Les Canadiennes, Markham Tunder e Toronto Furies), uma dos EUA (Boston Blades) e duas da China (Kunlun Red Star e Vanke Rays, que estreia nesta temporada). A equipe Les Canadiennes é a atual campeã da Copa Clarkson, nome dos playoffs da competição. 

Já a NWHL, nascida em 2015, sempre se destacou por ser a primeira liga que paga salário às jogadoras. A competição, porém, vai organizar apenas sua terceira edição e ainda conta com apenas quatro equipes, todas dos Estados Unidos: Boston Pride, Connecticut Whale, New York Riveters e Buffalo Beauts, atual campeã da Copa Isobel.  

Uma das principais jogadoras de hóquei, Marie Philip Poulin finalmente vai receber salário (Les Canadiennes)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.