Boletim Curling #2 - Canadenses vencem Tour Challenge

Equipe Brad Gushue conquista mais um título na temporada (Anil Mungal/Divulgação)

A elite do curling mundial esteve presente em Regina, no Canadá, para a disputa do Tour Challenge, primeira etapa do Grand Slam da modalidade nesta temporada. Contudo, mesmo com rivais de alto nível na disputa, as equipes canadenses garantiram a festa da torcida presente no Evraz Place. 

O time de Brad Gushue, por exemplo, mostrou que vive grande fase em 2017. Após conquistar o Brier (campeonato nacional do Canadá) pela primeira vez e, de quebra, ser campeão mundial, a equipe venceu o Tour Challenge e conquistou seu oitavo troféu de Grand Slam na carreira. 

A campanha foi irretocável: quatro vitórias em quatro jogos na primeira e vitórias sobre Steve Laycock, nas quartas, e sobre Brad Jacobs, na semi. Na final, uma vitória impressionante de 9 a 1 sobre a equipe Steffen Walstad, da Noruega. 


Entre as mulheres, a equipe de Val Sweeting conquistou o bicampeonato do Tour Challenge e seu terceiro troféu em etapas do Grand Slam. As canadenses também passaram de forma invicta na primeira fase, com quatro vitórias, e derrotaram suas compatriotas Michelle Englot e Jennifer Jones nas quartas e na semi, respectivamente. Na final, uma impressionante virada nos últimos ends garantiu o placar de 6 a 5 sobre a sueca Anna Hasselborg. 

"Você nunca sabe quando vai voltar a disputar uma final, então tem que aproveitar. Foi um ótimo evento. Estávamos ansiosas para jogar aqui em Regina e tivemos um bom momento", declarou Sweeting (foto) após o título. 

No Tier 2, uma espécie de divisão de acesso do Tour Challenge no Grand Slam de Curling, o Canadá teve mais dois triunfos em finais "locais". Entre os homens, Jason Gunnlaugson derrotou William Lyburn por 8 a 7. No feminino, a vitória foi de Kerri Einarson, que venceu Chelsea Carey por 7 a 4. 

O Tour Challenge é o primeiro de seis eventos do Grand Slam de Curling. A competição se notabiliza por reunir apenas os melhores times do World Curling Tour. As 15 melhores equipes são convidadas para disputar o Tier 1. Depois, as dez equipes na sequência da classificação disputam o Tier 2. Isso explica, por exemplo, porque rostos conhecidos, como Anna Sidorova e Nina Roth, disputam a categoria de acesso e não a elite. 

A próxima etapa do Grand Slam de Curling acontece apenas em outubro, entre 24 e 29, com o Masters. Já o World Curling Tour realiza a sexta semana do seu calendário entre 14 e 18 de setembro com torneios menores para homens e mulheres no Canadá. 

Valerie Sweeting, do Canadá, conquista bicampeonato do Tour Challenge (Anil Mundal)

Biosteel Oakville Fall Classic

Enquanto a elite do curling esteve em Regina, no Canadá, para a primeira etapa do Grand Slam de Curling, a cidade de Oakville, na província de Ontário, organizou o torneio Biosteel Oakville Fall Classic, torneio menor, mas integrante do calendário oficial do World Curling Tour nesta temporada. 

Entre os homens, o time escocês Bruce Mouat derrotou o sul-coreano Kim Chang-Min por 4 a 3 graças ao extra-end. Já na disputa feminina, a vitória foi da russa Uliana Vasilyeva, que estreia como skip nesta temporada e que derrotou a canadense Susan Froud por 6 a 5 na decisão. 

Duplas Mistas organiza segundo torneio

No mesmo fim de semana, Oberstdorf, na Alemanha, organizou o segundo torneio do calendário de duplas mistas do World Curling Tour. A equipe Zuzana Hajkova e Tomas Paul (foto), quarta colocada no Mundial de Duplas Mistas em 2017 com a República Tcheca, conquistou o título com uma vitória de 9 a 3 sobre os suíços Daniela Rupp e Kevin Wunderlin - Stephanie Wild e Daniel Gubler, também da Suíça, conquistaram o bronze. 

Agora, o tour de Duplas Mistas tem uma parada nesta semana e retorna entre os dias 21 e 24 de setembro com dois torneios: o CCT Tallinn, na Estônia, e o Service Experts Classic, no Canadá. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.